U2 em março, no Brasil

 
 
O U2 fará novos shows no Brasil em março de 2011. É o que garante o jornal chileno La Tercera. De acordo com o periódico, a turnê incluirá apresentações no Chile e na Argentina. Bastariam apenas alguns detalhes para o acordo ser fechado.
Os shows farão parte da megaturnê 360º Tour que terá início no começo do ano que vem.
 
 
 
Dhiancarlo Miranda

Os finais de filme mais surpreendentes do cinema

 
O jornal britânico The Guardian anunciou o resultado de um pesquisa a respeito dos finais de filmes mais surpreendentes da história. Há uma tendência, como sempre, de escolha por filmes mais recentes, mas pela lista divulgada são merecidos os dez primeiros lugares:
 
1. The Sixth Sense (O Sexto Sentido)
2. Psycho (Psicose)
3. The Usual Suspects (Os Suspeitos)
4. The Empire Strikes Back (O Império Contra-ataca)
5. Saw (Jogos Mortais)
6. Fight Club (Clube da Luta)
7. The Wicker Man (O Homem Palha)
8. The Others (Os Outros)
9. Seven (Os Sete Pecados Capitais)
10. Planet Of The Apes (O Planeta dos Macacos)
 
Para saber mais acerca da pesquisa é só entrar no site do perídico britânico: http://www.guardian.co.uk/film/2010/jul/26/sixth-sense-film-twists
 
 
 
Dhiancarlo Miranda

Que coisa feia hein, Ferrari!

 
Não vou escrever nada sobre a corrida deste domingo (25), mas deixo apenas algumas opiniões da crônica esportiva mundial a respeito do que aconteceu entre Felipe Massa e Fernando Alonso. "Mundo dos Babacas" pela voz de Juca Kfouri, "Alonso, uma vitória imunda" na opinião de Fabio Seixas, "Uma Vergonha" através do Blog de Téo José, além de Luis Carlos Quartarolo ser irônico com a fala "Massa de Manobra". Pelo mundo afora se vê o Corriere de la Sera falar que "il team italiano ha ordinato al brasiliano di farsi superare" e o site da Autosport emplaca "Alonso wins controversial German GP for Ferrari". Só o pessoal da Ferrari acha que somos bobos e que vamos engolir a historinha contada por ela.
 
 
Dhiancarlo Miranda

O samba do crioulo doido na CBF

 
O que tem acontecido na CBF, na figura de seu onipotente presidente Ricardo Teixeira, para a escolha do próximo técnico da seleção brasileira, mais parece um samba do crioulo doido. E coloco também nessa mesma bandeja as declarações dos inúmeros Nostradamus existentes na imprensa.
Primeiro, em relação a Ricardo Teixeira, fica claro que não conduziu-se corretamente o processo de escolha, tanto por que o mandatário do futebol nacional (e do dinheiro dele) esbanja empáfia, achando que ninguém recusaria seu convite, como também queria dar uma espetada no Fluminense por este não ter votado em seu candidato na eleição do Clube dos 13 não conversando com o tricolor carioca antes de falar com Murici Ramalho.
Em segundo lugar, também ficou evidente que a Rede Globo trocou os pés pelas mãos novamente (a primeira foi a babação de ovo quando recebeu o presidente da CBF para uma entrevista), pois se associou à CBF para fazer um anúncio oficial e exclusivo do técnico da seleção e, ao final de tudo, acabou com o pepino na mão. Agora, surgem informações de que Mano Menezes aceitará o convite de Teixeira. Há um sem-número de jornalistas e curiosos do mundo da bola cravando que Mano já aceitou, porém já houve tanta gente confirmando coisas "desconfirmadas" antes neste caso que tudo pode acontecer.
O mundo do futebol parece ser muito sujo, mas ver o que está acontecendo neste período pré-Copa com as perseguições da CBF ao Fluminense, São Paulo e qualquer outro que tiver uma opinião contrária ao orgão máximo do futebol nacional evidencia que só há o que temer para gastos nos próximos anos aqui no Brasil. E dá-lhe ufanismo dos mais empolgados à realização do campeonato mundial em nosso país.
Como disse Juca Kfouri, em seu blog, diante da atitude ética do técnico do fluminense ao se recusar a aceitar o convite sem ter o aval do seu clube: "Muricy Ramalho para presidente".
 
 
Dhiancarlo Miranda
 

O brasileiro é feliz

Da Folha on Line:
 
 
 
Os brasileiros têm motivo para comemorar. Segundo uma pesquisa Gallup divulgada pela revista "Forbes", o Brasil é o 12º país mais feliz do mundo, de uma lista de 155 nações. No topo da felicidade, está a Dinamarca e, como o país mais infeliz do mundo, está Togo, pequena nação africana no noroeste da África.
A pesquisa foi realizada com milhares de entrevistas nas 155 nações, entre 2005 e 2009, e mede dois tipos de bem-estar. Primeiro, os entrevistados foram questionados sobre sua satisfação, de maneira geral, com suas vidas –para o que deram uma nota de um a dez. Depois, foram questionados sobre como suas experiências no dia anteriores e como se sentiram, em três graus de satisfação, indo da felicidade ao sofrimento.
No Brasil, 58% disseram estar felizes, 40% disseram estar lutando e apenas 2% disseram estar sofrendo. Na nota geral, o país ficou com 7,5 –empatado com o Panamá.
A Dinamarca liderou o ranking com nota 7,9 e 82% da população declaradamente feliz. Outros 17% disseram estar batalhando e apenas 1% disse estar sofrendo.
Em seguida, estão Finlândia (75% de felizes), Noruega (69%), Suécia (68%) e Holanda (68%).
A América aparece logo em seguida, com a Costa Rica como seu país mais feliz –com uma nota de geral 8,1 e 63% de felizes contra apenas 2% sofrendo.
Do outro lado da lista, está o Togo com uma nota 5 e apenas 1% de entrevistados reconhecidamente felizes. Outros 67% dizem estar lutando e 31% estão sofrendo.
A África, aliás, domina as últimas posição com Burndi, Ilhas Comores, Camboja, Serra Leão, Burkina Fasso, Ruanda e Níger, em ordem decrescente.
A "Forbes", que reconhece não ser fácil determinar um ranking de felicidade, disse ter chegado à conclusão de que a o dinheiro traz sim ao menos parte da felicidade –já que há uma relação direta entre satisfação na vida (a nota geral) e renda.
Mas a fonte de alegria diária, na classificação em três escalas, está mais associada a realizações psicológicas e sociais, "que são mais difíceis de se conseguir com um salário".
 
 

São Paulo quer fazer jus ao seu lema

Das Palavras de Juca Kfouri em seu próprio Blog:
 

"O novo governador de São Paulo fará o que o antigo deveria ter feito: ao contrário de José Serra, que se curvou diante da CBF, Alberto Goldman anuncia que no dia 21 dirá a Ricardo Teixeira que ou o Morumbi será o palco da abertura da Copa do Mundo de 2014 ou São Paulo abre mão de recebê-la.

Já não era sem tempo.

Afinal, o lema da cidade de São Paulo é “Non Ducor Duco”, ou seja, “Não sou conduzido, conduzo”.

Alguém precisa honrá-lo."

 

 

A resposta da Cetesb

Do UOL Esporte:
 
 
No terreno de 4,9 milhões de metros quadrados onde poderá ser construído o estádio de São Paulo para a Copa de 2014, há uma área de apenas 1,2 mil metros interditada pela contaminação de metais pesados. A informação foi confirmada pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).
Segundo informações divulgadas pelo Jornal da Tarde, a pequena área de contaminação está localizada em uma das glebas do terreno, que tem 1,8 milhão de metros quadrados. Trata-se de uma vala que foi utilizada para depósitos de resíduos industriais pela Pedreira Universo até 1966.
Assim, nenhum empreendimento poderá ser erguido nessa área interditada de 1,2 mil metros. No restante do terreno, eventuais construções dependem de aprovação dos técnicos da Cetesb.
“Qualquer uso futuro da área depende de avaliação técnica para dizer se é possível erguer algo em local com histórico de passivo ambiental. Para nós nunca chegou nenhum projeto de estádio ou da prefeitura”, declarou o gerente da Cetesb em Santana, Celso Machado.
“Existe um lençol freático no terreno e temos de ter o controle para saber se essa mancha não se desloca. Todo o trabalho feito até agora conseguiu concentrar a poluição no espaço da antiga cava da pedreira’, completou o representante da Cetesb.