“No Jardim das Feras”: Um ótimo thriller de ação sobre a 2ª Guerra Mundial

no-jardim-das-feras

A dica partiu do jornalista André Barcinski e como eu sou um fuçador de histórias e estórias da 2ª Guerra Mundial fui conferir.

“No Jardim das Feras” de Erik Larson (Editora Intrínseca) é um livro impressionante por alguns aspectos importantes.

Primeiro: É muito bem escrito; Segundo: por ser baseado todo em fatos reais.

Só isso já faz com que seja aplaudida a forma como Larson escreveu: de maneira a contar uma intrincada trama que envolve desde pessoas comuns até generais do regime nazista.

O escritor efetua uma reconstituição acerca da ascensão de Hitler. Tudo isso acontece através do ponto de vista da família Dodd, principalmente por meio do convívio de Willian E. Dodd, embaixador americano na Alemanha durante boa parte do regime do Füher.

Larson cria uma narrativa forte e bem delineada dessa encruzilhada histórica que proporciona todos os prazeres de um thriller político.

Erick Larson
12160244

Traz ao leitor novo prisma sobre acontecimentos que, por serem tão terríveis, às vezes não são contados por meio de suas nuances e sob o aspecto relacional entre pessoas, entre indivíduos.

O livro parte da aceitação do convite de Dodd para ser o embaixador nesse período pré segunda guerra.

Sem nenhuma experiência no delicado mundo da diplomacia, mas decidido a manter uma posição neutra em relação ao novo governo, Dodd chega a Berlim na companhia de sua esposa Mattie e de seus filhos adultos: William Jr. e a esfuziante Martha.

Neste momento, há um deslumbramento natural da família com o novo local de moradia e o luxo com que o exército molda o novo governo. Martha, especificamente, se empolga com a vida social.

Mas, como há de se esperar numa trama dessas a família Dodd testemunha, com alarme, a crescente perseguição aos judeus, a dificuldade da imprensa em trabalhar livremente e a implantação de novas e assustadoras leis e normas.

Isso é deveras perceptível para nós depois de tantos anos, mas fica claro pela escrita de Larson que isso foi se desenhando aos poucos e a família Dodd vivencia a mudança em pilulas.

As preocupações do embaixador, registradas em documentos oficiais e em seu diário, porém, foram recebidas com indiferença pelo Departamento de Estado norte-americano.

É neste ponto que “No Jardim das Feras” evidencia o quanto atrocidades mil são denunciadas dia após dia no mundo e nem sempre são levadas a sério.

O livro acompanha a perspectiva dos Dodd à medida que os fatos se desenrolam e, por meio de seus testemunhos, revela uma era de surpreendentes situações complexas. Nada é tão explícito que possa ser denunciado com tanta ênfase pelo embaixador a não ser pelo sentimento de que as coisas não são tão boas quanto o eram em sua chegada ao país de Hitler.

Erik Larson, que trabalhou no The Wall Street Journal, não é um profícuo escritor (só publicou seis obras de 1992 até hoje), mas sabe como pouquíssimos se meter em livros de não ficção. Ele reconstitui a tensão e o ambiente cada vez mais opressivo de Berlim, ao mesmo tempo em que descreve de forma suave personagens históricos como o estranho Göring, o terrível Goebbels e o próprio Hitler.

“No Jardim das Feras” traz ao leitor uma sensação de que o terror com o qual o Nazismo devastou a Europa é resultado de ações tênues e de uma perspicácia que evitava ações mais duras por parte de outros países. Quem percebia os horrores de dentro tinha extrema dificuldade em transmitir os malefícios que estavam sendo arquitetados de dentro do governo e de seus aliados na própria sociedade, com empresários e formadores de opinião agregados ao sistema.

O resultado é o que aconteceu no ápice da guerra e, infelizmente, só foi ser percebido quando não havia mais tempo para ser evitado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s