Parabéns ao mestre Lee

"Spider-Man" Premiere

Não. Não se trata nem de Bruce (que é mestre no kung fu), nem de Rita, mestra da música brasileira. O Lee em questão é nosso querido Stan que faz nesse 28 de dezembro 91 anos.

E esse senhor quase centenário tem uma vivacidade incrível. Ainda é um dos quadrinistas mais criativos da história e uma das maiores influências no meio.

Além disso, faz participações especiais em filmes que mostram na tela suas criações. E olha que são muitas: Homem-Aranha, X-Men, Homem de Ferro, Hulk, Thor e uma grande quantidade de contribuições para a Marvel Comics desde a metade do século passado.

Ainda há um programa na tv a cabo que fala sobre super-humanos e que tem na figura de Stan Lee o mentor do show.

É isso mesmo, o bom velhinho da Marvel não para.

Além dessa veia criativa, desenvolvida ao longo de vários anos de trabalho na indústria dos Comic Books (quadrinhos para nós), Stan Lee destacou-se por ter uma aguçada visão de mercado e de tudo o que o cerca.

Este senhor possui uma sensibilidade e isso vem desde o início de sua carreira. Já lá atrás sabia bem o que poderia agradar aos leitores de quadrinhos, que sempre são muito exigentes em relação ao que querem consumir.

No início da década de 1960, Stan Lee começou a propor uma série de personagens que exploravam um dos arquétipos mais recorrentes da cultura pop norte-americana, o do herói que consegue ser bem sucedido, apesar de ter todos os elementos contra si.

Foi a partir dessa premissa que surgiram algumas de suas maiores criações.

O propósito era mesclar ironia e características do chamado anti-herói aos personagens que ele estava criando. Esse procedimento era pouco comum aos personagens das revistas de histórias em quadrinhos à época e ao trazer heróis que conviviam com problemas ou dificuldades diferentes ao cotidiano daquilo que se via até então lançou um novo tipo de padrão à história em quadrinhos moderna.

Deste modo, Stan Lee não é apenas um quadrinista famoso, mas um excelente visionário e um atuante desenvolvedor de novas personagens e roteiros inovadores.

Parabéns a ele e que ainda haja muita coisa para sair dessa mente à frente de nosso tempo e espaço.

Quem sabe o homem não seja de outra dimensão em algum lugar perdido de alguma história criada por ele próprio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s