Mini História de Estórias Vãs

explosao-da-bomba-atomica-62920

Quando a vida solicita mais casos escabrosos
Querer é poder, mas a solução é discordar.
O sucesso da seiva da vida transcorre pelas vias externas dos seres
E a população já não se vê no espelho.

É hora de mudar a história… É melhor o conto ou o romance!

Surpresas já não fazem parte do álibi do autor,
Ápices são enfeites desagradáveis
E a torta linha do destino é puro clichê.

Seguir é em frente e por trás disso está o futuro:
O passado passou e levou consigo a tapa na testa dos débeis.

Onde será que essa correria vai dar?
São negros no salão branco da liberdade,
Mas também são crises que causam indigestão nos cofres abertos pelos picaretas.
Os tutores da firme geléia global já suam feito chaleiras apitando
E os juízes do supremo se abalam por meses com fetos que nascem ou morrem.

Cadê a porta para “bater em retirada”
E debater com a janela aberta aos pingüins e outros concorrentes?
Só o soul faz balançar, mesmo que falte alma a quem o cante,
Ou a quem o dance,
Pois as cadeiras são menores do que os traseiros que as acomodam.

Podridão e macias camadas de doçura andam juntas
Desde os confins das camadas escuras de dinheiro,
Que têm fundo, porém, também, profundo desejo.

Os dentes são prudentes,
Mas a boca já falou.

Arte e comoção são parceiras do preço,
Enquanto caras larvas são depositadas no rosto dos caras bondosos.

E se formos por aqui?
E se ficarmos por ali?
E se simplesmente nos ignorarmos e deixarmos como está?

A história vira estória e a prova vira estaca.
O sumário entrará em ato sumário
E não haverá vocabulário para se compreender.

Viva a Babel!
Viva a baba cósmica do Abel quando cai diante do irmão.
A traição está no pensamento e não no ato…
Ato falho…

Dhiancarlo Miranda

Anúncios

2 comentários em “Mini História de Estórias Vãs

  1. Costurando Nuvens disse:

    Que possamos ser uma geração que não se acomoda com a podridão, mas que se renova diante a questionamentos relevantes ao coletivo, do que perder tempo com o que de nada vale o debate. Grande texto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s