Eu me rendi ao show do esporte americano

images (9)

Não há como negar: americano gosta de espetáculo (aliás, todo mundo gosta), mas ninguém organiza um show igual a eles.

Vide o caso do Oscar: é uma festa chata, em alguns momentos intragável, mas nas três horas em que se transmite a apresentação dificilmente existe um erro, tudo é milimetricamente bem realizado, com cortes de câmera, piadas e diálogos bem escritos e tudo bem cronometrado.

Mas a minha ideia do post é falar sobre os esportes americanos, notadamente o Futebol Americano.

Nada irá mudar meu gosto pelo nosso Futebol (e pelo meu time), mas há algo que me incomoda no torcedor brasileiro que tanto se gaba de ser o mais apaixonado pelo esporte bretão: o povo tupiniquim gosta de ganhar e quando há o primeiro tropeço logo se afasta do esporte, pois não há mais chance de ser campeão. Isso se estende às outras modalidades: Vôlei, basquete, tênis, Judô, qualquer lugar em que há um esportista brasileiro disputando uma medalha logo é envolto de ufanismo e euforia, mas quando o coitado do atleta perde é melhor nem aparecer na rua.

O americano gosta de vencer, é óbvio (não há no mundo ninguém mais competitivo do que o povo ianque), mas existe uma clara noção de que o espetáculo é mais importante. Se vai ter de ser realizada uma festa então que ela seja bem feita (e que cause inveja no resto do mundo). Isso é muito mais importante, relevante para o estadunidense.

O europeu também sabe fazer festa? É claro que sabe, mas a questão aí fica mais fechada com o futebol (ou soccer, como o americano gosta de chamar) e isso prova uma outra coisa, a de que o europeu gosta muito mais de futebol do que nós (mas isso é assunto para outro post).

Ontem, durante a transmissão em tempo integral das finais de conferência da NFL (National Football League) com os jogos Denver Broncos x New England Patriots (Denver venceu) e Seattle Seahawks x California 49rs (Seattle venceu) havia uma tensão no ar. Você percebe nos comentários e na reportagem dos jornalistas participantes de que aquilo é o momento mais importante do ano para eles (antes do SuperBowl).

As tomadas de câmera, as saídas para os comerciais, o retorno com uma entrevista exclusiva, tudo está bem definido, bem treinado, incrivelmente formado para que o espectador (seja o do estádio ou o da televisão, e até o da internet) se sinta privilegiado. E tenha certeza, ele fica.

No Superbowl pagam-se milhões de dolares por um segundo de propaganda nos comerciais mais caros no ano norte-americano. Além disso, possui um show de 15 minutos de algum astro pop (neste ano teremos Bruno Marz e Red Hot Chili Peppers, numa salada que eu não entendi bem).

Neste ponto, importa menos ao americano quem ganha (é claro que o perdedor não soltará fogos de alegria), mas a catarse proporcionada pela transmissão televisiva provoca uma aflição, um suspense que promovem um êxtase durante todo a festa.

Desta maneira, é um filme de três horas passado todos os anos, mas com finais diferentes a cada vez. É disso que o americano gosta, mas é disso que outros públicos começam a gostar também.

A final em Nova York será transmitida dia 2 de fevereiro próximo e será uma surpresa muito grande para mim se mesmo por aqui em terras tropicais a final do futebol americano não tiver uma audiência recorde e não for o principal assunto comentado no twitter.

Por fim, o grande sonho seria que nas cerimonias de abertura e encerramento da Copa do Mundo, nas ridículas festas de premiação de qualquer coisa por aqui, entre outros espetáculos circenses da televisão brasileira, os diretores e produtores de tv, pelo menos, tivessem um curso intensivo com os canais americanos que estão cansados de transmitir esses shows durante o ano. Isso evitaria piadas sem graça dos humoristas brasileiros, pirotecnias mambembes de Hans Donner e shows abomináveis da Ivete Sangalo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s