“Coraline”, de Neil Gaiman, é a nossa Alice dos tempos atuais

coraline3

O escritor Neil Gaiman é um mestre em criar ambientes escuros, soturnos e cheios de influência gótica e elementos do terror do século XIX.

Os personagens consagrados do autor inglês, prioritariamente criados para suas HQs, têm uma mistura da personalidade mais introspectiva com a profunda capacidade de analisar a alma humana.

Então, por causa disso, toda vez que nos deparamos com alguma de suas histórias sempre há a curiosidade com o espírito desses protagonistas.

Normalmente, eles possuem missões, mas sua insatisfação com as condições de sua realidade os dividem entre a necessidade e a vontade. São pessoas que sonham coloridamente ao mesmo tempo em que vivem pesadelos apavorantes em suas vidas entediantes.

Quando fixamos os olhos em “Coraline” (Editora Rocco) não há como não perceber alguns desses elementos.

A menina-protagonista é a filha única da família Jones, mas acha sua rotina um tédio total. Mais do que isso, por ter uma personalidade perscrutadora, não admite que seus pais a prendam dentro de casa quando lá fora há uma infinidade de coisas a serem exploradas.

Eles acabaram de se mudar para um antigo casarão que, por causa de seu tamanho gigantesco, foi dividido em três partes para que houvesse a possibilidade de comportar mais moradores. A arquitetura antiga e os vizinhos incomuns atiçam ainda mais a curiosidade da garota que encontra num poço distante da casa o eventual ponto a ser explorado.

Mas é mais adiante, quando Coraline passa a realizar uma pesquisa solicitada por seu pai das portas e janelas de sua nova moradia, que ela se depara com uma exploração mais empolgante. A existência de uma porta que não dá a lugar algum faz com que a menina Jones se aventure por lugares nunca antes pensados por ela.

“Coraline” trabalha a capacidade do ser humano em fugir de sua vida cotidiana e a eterna busca por uma rotina mais excitante.

Trata-se de uma estória que encontrará algumas semelhanças com contos mais antigos, notadamente “Alice no País das Maravilhas” de Lewis Carroll e “O Mágico de Oz”, de L. Frank Braum, por conta da realidade paralela que Coraline encontrará do outro lado da misteriosa porta, algo que se parece mais a um sonho perfeito pelo fato de ter pessoas que a garota conhece com uma personalidade que ela gostaria que eles tivessem desse lado de cá da porta, mas só no primeiro momento.

Além disso, mais outros tantos aspectos da obra também podem ser comparados a contos de Edgar Allan Poe e contos de fadas da idade média europeia pela possibilidade de um destino trágico se tornar real caso a menina não tenha uma atitude ativa para escapar dos problemas que a atingem.

Enfim, um conto interessante do ponto de vista argumentativo já que trabalha com situações mais próprias do mundo adulto para poder estabelecer uma estória voltada também para crianças.

O mundo do outro lado da parede que parecia ser um sonho dos mais agradáveis vai se moldando numa realidade sombria que só pode ser desfeita pela própria Coraline e atitudes mais próximas daquelas que ela mesma repudiava em seus pais terão que ser usadas por ela para se safar e salvar a quem ama.

A obra é ilustrada por Dave McKean de uma maneira que ele mantém as características dos livros de Neil Gaiman com todas aquelas formas menos humanas e mais fantasmagóricas e desconexas com os corpos da realidade vista pelos olhos, o que nos aproxima sempre de uma vista embaçada, uma alucinação.

A tradução fica a cargo de Regina de Barros Carvalho que realiza um bom trabalho por favorecer a continuidade de palavras e expressões que mantem o clima obscuro da obra.

Mesmo assim, ainda continua sendo uma estória que funciona bem com os pequenos por ter essa facilidade na comunicação e no jeito de explicar os acontecimentos. Também tem fôlego para amarrar a atenção dos jovens e não deixa de ser uma agradável leitura até para os maiores.

Anúncios

Um comentário em ““Coraline”, de Neil Gaiman, é a nossa Alice dos tempos atuais

  1. samuel e gabriel 9 ano A Achiles disse:

    esse livro e muito legal e informativo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s