Doces ou Travessuras?

Alguns anos atrás, em uma cidade cheia de alegria, havia uma menina que se chamava Sophie que tinha sete anos, cujo coração estava triste devido à morte de seus pais que tinham sofrido um grave acidente de carro. O seu maior medo era que acontecesse o mesmo com ela.

Após a morte de seus pais, Sophie não tinha para onde ir, então começou a morar na rua.

Uma noite antes do Halloween ela estava pensando na morte de seus pais enquanto chorava e arrumava seu saco de latinhas vazias e sua cama de papelão. Seu choro foi interrompido quando ela se lembrou de que no dia que no dia seguinte seria o Dia das Bruxas.

Sendo este o único dia em que seu coração se alegrava, pois seria a única data em que receberia doces em abundância. Foi aí que ela pensou:

– Que roupa irei usar?

E lembrou-se que tinha um saco de trapos. Ela o pegou e procurando algo que poderia usar para fazer sua fantasia ela encontrou um pano velho sujo e com isso fez uma fantasia de fantasma.

Então, o sono começou a pegá-la de jeito e foi dormir.

No dia seguinte, chegada a hora esperada pela menina, ela colocou sua fantasia de fantasma e foi pegar doces pela rua.

Depois de passar por várias casas e ganhar muitos doces havia uma única casa na qual ela não tinha passado, sendo esta a última do quarteirão. A menina ficou encantada por ver que na casa havia tantas luzes e cores.

Ela esperou pacientemente o sinal do semáforo para atravessar a rua e chegar até lá.

Quando já era a hora da atravessar passou um carro desgovernado e a atropelou. Toda machucada, continuou atravessando a rua indo em direção aquilo que mais tinha chamado a sua atenção.

Mas agora ela estava indo para pedir ajuda, mas naquela casa havia um velho arrogante e egoísta que era muito julgado no bairro por ser mau.

Então, a menina apertou a campainha desesperada, pois estava sangrando demais. O homem abriu a porta para ver quem era e ao se deparar com a menina acabou insultando-a dizendo:

– Não tenho doce para você, garota imunda!

Dessa forma, bateu a porta na cara da menina, não dando a ela tempo de pedir ajuda. E por isso a menina morreu, por que não havia ninguém para socorrê-la.

Por tal motivo, o espírito da menina vagava pela cidade em busca de vingança.

Uma vez por ano, no dia do Halloween, como fora o dia em que ela morreu, o espírito dela era liberto para que ela procurasse as pessoas a fim de vingar sua própria morte e a de seus pais, não se importando se as pessoas eram culpadas ou não.

Pois o seu espírito só quer vingança mesmo. No Halloween, ela sai a bater de porta em porta até encontrar alguém que tenha maldade em seu coração para dar-lhe alguma lição.

Ela mata essas pessoas através de seus maiores medos, assim como fora tragada sua vida. Ela somente procura por pessoas egoístas para realizar seu plano já que foi por culpa deste sentimento que ela perdeu sua própria vida.

Se alguém bater em sua porta em dia de Halloween, dizendo “Doces ou Travessuras”, cuidado! Pode ser ela!!!

Gabriela Silva – 9B

Anúncios

2 comentários em “Doces ou Travessuras?

  1. Ótima história, mas também muito triste… Eita vida desgraçada dessa menina!!!

  2. yasmin disse:

    Boa gostei

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s