Escolha a Porta

 

Havia um rapaz chamado Peterson. Ele era muito educado, gentil, estudioso estava sempre na companhia de seus familiares. Nunca deu motivo de repreensão.

Tinha suas amizades iguais a ele. O tempo foi passando e ele foi crescendo e se formou adulto e foi ai que já não vivia mais na barra de seus pais, começou a trabalhar a ser independente.

Novas amizades foram surgindo, as amizades do passado já não mais importavam, mas foram chegando novos convites também.

Certo dia estava em sua casa e seu amigo lhe fez um convite para ir numa festa. Ele ficou muito feliz com o convite de seu amigo e comunicou a seus pais que iria a festa. Ele, ansioso, comprou roupas novas para ir.

Chegando lá, achou tudo maravilhoso. Todos estavam felizes, conversavam em grupos de amigos e foi nesse momento que ele foi apresentado a ela.

Foi amor à primeira vista.

A partir dai não quis mais saber de nada. Ele estava apaixonado e dizia a todos que não podia viver sem ela.

Mesmo sabendo que era uma paixão proibida. Ele se encontrava às escondidas com ela.

E ela era, de fato, muito misteriosa, apaixonante, mas ao mesmo tempo, perigosa.

Ele a escondia de seus pais, pois ele não sabia se eles iriam aprová-la.

Ela era proibida!

Toda vez que ele se encontrava com ela parece que alguma magia o envolvia. Uma sensação de prazer e emoção o invadia, mas logo em seguida ele ficava meio que para baixo.

Seria ela uma bruxa, uma feiticeira?

Mas era uma coisa que ele não conseguia soltar, não conseguia deixar de se encontrar com ela.

Nem um único dia sequer.

O tempo passou e ele se aprofundou mais e mais nessa paixão desenfreada.

Ele a amava, mas parece que ela só o usava. Ela o olhava e parecia rir dele. E daí, ele começou a ficar patético e meio abobalhado todas as vezes que a beijava.

Se alguém visse a cena realmente era algo que dava medo, mas ele nem ligava.

Quando deu por si aqueles que diziam ser seus amigos viraram as costas para Peterson. Na verdade, ele nem ligava para isso, não ligava para eles.

Mas ele sempre pensava que tinham sido eles que o apresentaram ao seu amor. Mas será que eles sabiam que ela estava fazendo Peterson definhar? Que ela estava acabando com a vida dele?

As pessoas começaram a ter medo de Peterson. E ele começou a emagrecer.

Peterson era uma sombra do que já havia sido. Uma horrenda imagem do nada. Uma porcentagem pequena daquilo que era antes.

Desanimado e acabado, fisicamente e psicologicamente, ele resolveu pedir ajuda aos seus pais, pois já não aguentava mais a dor. O amor o estava corroendo.

Contou-lhes o que estava se passando e eles caiaram aos prantos, mas mesmo assim lhe estenderam as mãos com muita dor no coração e aconselhavam muito seu filho a não mais se encontrar com este amor proibido.

– Meu filho, o mundo esta aí para todos nós. Muitas portas são abertas a nós: a porta da tristeza, da angústia, da aflição, da dor, essas se escancararam na sua frente para te trazer dor e muita tristeza, mas aquela da felicidade nós bem sabemos como distingui-la. É estreita e tem uma luz que não nos deixa nem confundido e nem envergonhado.

Surpreso pela reação de seus pais Peterson prometeu que nunca mais iria atrás dela, já que agora percebia que ela só havia trazido tristeza e  destruiu os seus sonhos. Tudo o que tinha planejado: a vida dele caiu por água abaixo, ficou lá no fundo do poço.

E a paixão tinha o nome de Cocaína.

Reflexão: Os conselhos, o amor e a companhia de nossos pais sempre serão verdadeiros.

Aira Juliane – 9C

Anúncios

25 comentários em “Escolha a Porta

  1. rosana disse:

    Bom dimais gosteii desta historia

  2. silvana disse:

    amei mto bom mesmo,criativo , educativo e um alerta a todos, hoje é o que realmente esta acontecendo com mtos jovens, lamentavél.

  3. michelle disse:

    muito bom gostei parabens

  4. mailyme disse:

    Muito legal gostei demais muito estressante

  5. gaby disse:

    Nossa aira juliane q criatividade gostei muito adorei

  6. marcia disse:

    Goste de mais♥♥♥♥

  7. amanda disse:

    Nossa essa história é boa

  8. Anderson disse:

    Boa Noite ? Muito boa a História, esta de Parabéns Aira. Continua assim.

  9. Cassia disse:

    Gostei, conselhos nunca sao demais!!! 🙂

  10. rosana disse:

    Bom dimaiss gosteii da história criativo no começo eu achava que era mulher kkkkk legal ameii parabéns

  11. monica disse:

    ameii a historia legal

  12. alberto disse:

    legal criativo parabens aira

  13. Anderson Munroe disse:

    Muito bom amei está história!11

  14. História cheia de mistério com um final surpreendente, além da lição de vida que deixa. Muito interessante!!!

  15. nathaly disse:

    muito legal esta hitoria

  16. leonardo disse:

    legal gosteii da historia parabens aira

  17. Talita disse:

    Vixi…agora vai até virar escritora!!!!!Parabéns gostei!!!!

  18. bionda disse:

    criatividade em aira ameii

  19. rosemeire disse:

    parabens !, sua historia me deixou curiosa pra ver o final . muito bom, mesmo meus parabens!

  20. gabrielly disse:

    gosteii legall

  21. nathalia disse:

    legal interresante essa historia *-*

  22. benny disse:

    legal gosteii muito legal eh uma licão de vida neh

  23. erika disse:

    nossa impressionante ameii a historia *-*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s