Conheça o Louvre do Oriente

Monet, Da Vinci e Van Gogh estão de mudança para Abu Dhabi.
 
Não! Não estamos falando de um processo de remoção dos restos mortais destes gênios da história da arte para as terras movidas pelos petrodólares.
 
O que há, na verdade, é a iminência da construção de uma das mais ambiciosas obras arquitetônicas voltadas para as artes de todos os tempos.
 
O Louvre Abu Dhabi será um megainvestimento de alguns empresários daquela localidade para comportar obras provenientes dos mais requisitados museus ao redor do mundo.
 
A construção é um apanhado de 47 edifícios, onde haverá uma filial do Guggenheim e da New York University.
 
Na empreitada há uma concentração de aproximadamente 7 mil trabalhadores e 250 arquitetos para colocar em prática o projeto do renomado francês Jean Nouvel.
 
Os donos da obra faraônica desembolsaram muito capital para poder utilizar o nome do Louvre no projeto, mas embutiram mais dinheiro ainda para levar, em comodato por 30 anos, obras imprescindíveis para a arte mundial como “Mulher Desconhecida” e “La Belle Ferronière” de Da Vinci, “Estação de Saint Lazare” de Claude Monet e “Big Eletric Chair” de Andy Warhol.
 
A megaestrutura será inaugurada em 02 de dezembro de 2015, mas já causa furor pelo esforço empreendido no projeto artístico e na maneira como os moradores locais irão se relacionar com algumas obras nas quais o nu é destaque.
 
É claro que os organizadores juram que não há nenhum mal estar quanto a isso, mas não custa lembrar que estamos falando da capital dos Emirados Árabes, onde o islamismo é a religião principal, mesmo que não seja dos países com maior índice de fanatismo ou antissemitismo com a cultural e sociedade ocidental.
 
Já há quem diga que a abertura desse polo cultural em Abu Dabi será tão ou mais importante que a abertura do Metropolitan em Nova York.
Além das aquisições em comodato de museus da França o Louvre Abu Dhabi também adquir, mas em definitivo, coisas bem relevantes como é o caso de “Breton Boys Wrestling” de Paul Gauguin.
 
Esculturas como a representação de Lorde Shiva (datada do século X) e outra de dez mil anos atrás da região da Mesopotâmia também estão entre as obras magníficas que serão apresentadas no local.
 
O Museu terá 64 mil m², sendo que 6 mil estão reservados para as coleções e 2 mil para exposições esporádicas, com o restante sendo uma ampla área para convívio, cafés, restaurantes e lojas para venda de artigos alusivos ao local.
 
Enfim, mais um projeto suntuoso e megalomaníaco dos malucos de Abu Dabi, mas que, pelo menos, serve a um proposito mais altivo para a humanidade do que simples construções como piscinas infinitas ou estádios feitos em ouro.  
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s