A clássica banda Ride retorna no Primavera Sound 2015

O ótimo Primavera Sound, festival de música que acontece em Barcelona, Espanha, todos os anos, tem se afamado por informar seu line-up através de grandes anúncios em prédios ao redor da cidade da Catalunha.

Dias atrás, quem passou pelas ruas da cidade viu um grande outdoor com o logotipo da banda Strokes, de Julian Casablancas. Pronto! Não é só um estrondo comercial, mas também uma maneira de se consolidar no mercado de festivais através de uma ação exclusiva.

Dia 18 começaram a pipocar ao redor de Barcelona um grande anúncio com o símbolo do Festival, as datas em que acontecerão os shows (28 a 30 de maio de 2015) e a palavra “RIDE”, assim mesmo em caixa alta.

191114_ride2

Fãs ardorosos da banda alternativa que arrebatou corações indies nos anos 80 e 90 tinham taquicardias só de pensar que aquilo podia ser verdade.

Foi então no dia 19 que os produtores do evento confirmaram oficialmente a volta do grupo inglês para ser uma das atrações da série de shows espanhola.

Para quem não lembra ou não viveu a época do Ride, trata-se de uma banda que se notabilizou no fim dos anos 80 tendo sido derivada do Shoegaze, mais uma maneira de se portar em cima do palco do que uma cena musical propriamente dita, mas que tinha um local meio que em comum: o sul da Inglaterra.

A banda considerada precursora do Shoegaze moderno, se podemos chama-la assim, foi o My Blood Valentine, mas o Ride tinha características muito parecidas por conta da imobilidade de seus integrantes quando estavam em cima do palco. A ideia central desse estilo de comportamento era a completa introspecção dos músicos durante as apresentações, o que conferia um tom sombrio aos shows.

Talvez contribuía para isso o frio desgraçado que faz naquela parte do planeta e a maneira com a qual os fãs reagiam a essas apresentações. Uma total viagem egocentrista de cada pessoa que estava nos shows e que transformava qualquer atividade do My Blood Valentine, do Ride ou de qualquer das outras bandas que os seguiram em algo único, individual.

O Ride volta após um hiato de 20 anos e quatro álbuns lançados desde sua formação. O Primavera Sound também acaba por se notabilizar em ressuscitar bandas que estavam paradas havia muito tempo. O mesmo, coincidentemente, aconteceu com o My Blood Valentine no ano passado e com o Slowdive neste ano.

E só para matar a saudade, veja um vídeo antigo pacas do Ride em ação:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s