Dica do dia: Faith no More e seu “Sol Invictus”

Foram dezoito anos de ausência dos estúdios.

Mas os caras voltaram e não parece que se trata apenas de dinheiro como havia mencionado Mike Patton uns anos atrás quando retornaram aos palcos afim de cantar nos grandes festivais mundo afora.

Ao que parece, eles fizeram isso para terem a exata noção se fazia sentido também retomar a carreira como banda mesmo, com disco, turnê e carreira internacional.

E isso fez com que a ida ao estúdio ficasse madura e as composições tivessem uma condensação mais próxima do ideal do que qualquer um que simplesmente retoma a atividade sem ter preparo para tal.

Em novembro do ano passado, a banda já tinha divulgada a primeira faixa em tanto tempo, a pulsante e energética “Motherfucker”, através do formato de single em edição limitada na Black Friday.

As pretensões pareciam demonstrar uma atitude mais agressiva da banda, pois no dia do lançamento eles fizeram a estreia da canção ao vivo, durante um concerto surpresa na loja de discos Amoeba Records, de São Francisco. Ali, eles ainda revelaram outra faixa, “Superhero”, que também foi lançada de forma específica em 7 de março último no formato de vinil de 7 polegadas.

Bastava esperar o lançamento do álbum cheio. E isso acontece agora com grande estreia no mundo todo e aparição dos caras em diversos programas televisivos e radiofônicos dos EUA.

“É hipnótico e gótico, estamos retomando a sonoridade do nosso primeiro álbum”, disse o baixista Billy Gould, citando o Siouxsie & the Banshees e Roxy Music como influências da época. “Então Patton está sendo Patton, cantando, gritando, com um pouco de soul por baixo de tudo. Sempre pegamos influências estranhas e as esmagamos juntas.”

O Blog ouviu o disco e aprova o retorno vigoroso do som de uma banda que fez muito barulho nos anos 90 e que sempre se notabilizou por sair do esquema de hit de rádio. A forma como experimentam neste novo álbum faz jus á carreira deles e demonstra que ainda possuem uma boa energia para descarregar não só em cima do palco, mas também na ideia de suas composições e ambientes criados para suas canções.

Tracklist de Sol Invictus

1 – “Sol Invictus”
2 – “Superhero”
3 – “Sunny Side Up”
4 – “Separation Anxiety”
5 – “Cone of Shame”
6 – “Rise of the Fall”
7 – “Black Friday”
8 – “Motherfucker”
9 – “Matador”
10 – “From the Dead”

Anúncios

2 comentários em “Dica do dia: Faith no More e seu “Sol Invictus”

  1. AntimidiaBlog disse:

    Ficou animal! As letras continuam ácidas e irônicas, o som violento e agressivo……..sem falar na homenagem ao português, “Matador”…….Sunny Side Up, Separation Anxiety, Cone of Shame, Rise of the Fall e Black Friday é uma sequência que pode facilmente levar a loucura…….haheaheha……

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s