Saiu no Estadão: dez livros para você ler em 2016 que foram premiados em 2015

O jornal “O Estado de São Paulo” lançou hoje em sua página na Internet um ranking com 10 opções literárias que foram destaque durante 2015 por causa dos prêmios recebidos.

A maioria dos livros é de autores brasileiros, uma grande quantidade saiu este por aqui, mas nem todos são deste ano. Os escolhidos entre os estrangeiros foram laureados pelas principais comissões existentes no mundo das letras.

A lista inclui vencedores do Pulitzer, do Jabuti, do Man Booker Prize e de outras tradicionais premiações pelo Brasil e pelo mundo.

Abaixo, seguem as informações sobre cada uma das obras, o que ganharam como comenda e um breve relato de suas sinopses. Nem todos foram lidos pelo Blog, mas fica a dica pela importância que conseguiram alçar em tão pouco tempo.


 

Quarenta Dias

 

O livro foi “só” agraciado com o Prêmio Jabuti de romance do ano ao mesmo tempo em que foi escolhido como o Livro do Ano de Ficção da premiação do mercado editorial nacional. Este “Quarenta Dias” (Editora Alfaguara) é uma obra de Maria Valéria Rezende que segue a história de uma mulher que surta num momento de transição em sua vida e passa 40 dias vagando, vivendo e conhecendo outras histórias pelas ruas de uma grande cidade brasileira.


Tempo de Espalhar Pedras

Num ano em que a editora Cosac Naify fecha as portas ainda teve a possibilidade de trazer ao mercado editorial este “Tempo de Espalhar Pedras”, romance de Estevão Azevedo que, inclusive, venceu o Prêmio São Paulo de Literatura, além de ser finalista em outras disputas. Ele conta uma história do garimpo durante o tempo em que os diamantes começam a sumir do mapa e traça um paralelo das dificuldades, da violência e da corrupção neste locais que forçam as pessoas envolvidas a perder sua humanidade.


Mil Rosas Roubadas

Esta mistura de relato biográfico com ficção e pitadas extremas de ensaio do autor Silviano Santiago lançado pela Companhia das Letras venceu o Prêmio Oceanos (que antes era chamado de Portugal Telecom). A história nada mais é do que uma série de relatos da amizade entre ele e o produtor musical Ezequiel Neves. A obra acompanha diversos momentos na passagem histórica dos dois até o fim quando Neves já se encontra no hospital à beira da morte. Muito tocante a forma como é realizado o livro.


 Sem Vista Para o Mar

A jovem escritora Carol Rodrigues é estreante na literatura e a sua obra “Sem Vista Para o Mar” (Editora Edith) foi concebido durante uma oficina literária na qual foi escolhida como melhor livro de ficção. Desta forma, a série de contos da novata escritora abocanhou mais dois prêmios: aquele dado pela Biblioteca Nacional e o Jabuti de melhor revelação.


Antes que Seque

O livro Vencedor do Prêmio SESC de Literatura deste ano é também obra de uma estreante. “Antes que Seque” lançado pela Editora Record é um retrato de vários casos no qual a escritora Marta Barcellos demonstra a dificuldade de mulheres em encarar a impossibilidade de gerar filhos e a complexa tarefa de enfrentar esse trauma para elas.


A Casa da Vovó

Um livro de investigação biográfica no qual o escritor Marcelo Godoy relata histórias por trás do DOI-Codi de 1969 a 1991. Essa análise do centro de tortura criado pela Ditadura Militar é fruto de 10 anos de pesquisa do repórter do jornal “O Estado de São Paulo”. Além de ser agraciado como melhor livro de biografia pela Biblioteca Nacional, também foi ganhador do Jabuti de melhor livro reportagem, além de ter sido eleito o Livro do Ano de Não Ficção da mesma premiação.


Kaput

A categoria de melhor adaptação foi incluída agora no prêmio Jabuti e logo no primeiro ano venceu uma obra diferenciada. O quadrinista Eloar Guazzelli ganhou com a obra “Kaputt” (WMF Martins Fontes). O livro é um misto de reportagem investigativa com ficção no qual colhe informações do livro de Curzio Malaparte com relatos do lado inimigo (O jornalista cobriu a segunda guerra para um jornal italiano) em que se demonstra toda a desumanidade contida em tempos de conflitos armados. Dessa forma, Guazzelli utiliza estes elementos para criar sua história em quadrinhos.


Toda Luz Que Não Podemos Ver

Esta narrativa sobre a Segunda Guerra Mundial foi a grande vencedora do Pulitzer de Ficção deste ano. “Toda Luz Que Não Podemos Ver” saiu aqui pela  Editora Intrínseca e este livro de Anthony Doerr consegue ir além da repetição com o assunto, pois se utiliza de um bom espaço de tempo entre 1934 a 2014 para acompanhar a vida de duas pessoas desde a sua juventude. A construção em torno da personalidade da francesa Marie-Laure, uma garota cega, que se vê obrigada a fugir com o pai, e de Werner, um órfão alemão que desenvolve meios para lidar com rádios transmissores é bem feita pelo escritor que escolhe bem como fazer as passagens de uma época para a outra.


A Brief History of Seven Killings

 

Livro ainda não traduzido para o português, este “A Brief History of Seven Killings” é o ganhador do Man Booker Prize deste ano. A história de Marlon James aproveita elementos de uma história real (a tentativa de assassinar Bob Marley durante um show) para nos dar nova perspectiva sobre o caso.


Boussole

Outra obra que ainda não saiu por aqui. O escritor Mathais Enard venceu o prêmio Gouncourt, honraria das mais importantes da França por causa do lançamento de “Boussole”, romance reflexivo sobre as relações existentes entre a cultura oriental e ocidental. A livro se aproveita da mistura de ensaio e linguagem poética para aprofundar um tema (que normalmente cai em repetições e clichês) e consegue ser bem espontâneo, algo que não o torna cansativo em nenhum momento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s