Seis vezes em que Tarantino te deixou com fome

 

Já faz algum tempo que Tarantino não tem me empolgado do início ao fim (dois filmes para ser mais exato), pois Django Livre e Os Oito Odiados parecem não saber a hora certa de acabar e pecaram pela verborragia desnecessária dos últimos trinta minutos e cenas de violência que antes entravam em momentos precisos antes agora conseguem se perder por conta de um timing fora de contexto.

Pois bem, mesmo nestes filmes há de se respeitar ainda a facilidade com que os diálogos, na maioria das vezes, conseguem te prender para te fazer esquecer de outro clímax logo á frente ou que a série de erros humanos sempre leva a um epílogo desgracento.

De qualquer forma, o rapaz prossegue sendo muito acima da média de grande parte dos colegas do cinema hollywoodiano atual e particularidades continuam a ser pescadas de suas películas.

Uma delas, que não é inédita e nem despercebida é a inclusão de cenas envolvendo gastronomia (alta, baixa ou ogra) que aparecem lá e cá durante sua cinematografia. A grande maioria dessa ação acontece em meio a laguma tensão e invariavelmente precede um ato de violência sangrenta.

O Blog colheu algumas dessas cenas memoráveis e listou (sem ordem de preferência, apenas de cronologia) logo aqui embaixo. Confira:

 


 

1 – O jantar – Cães de Aluguel

 

 

No primeiro filme de Tarantino, a primeira cena com ele é um jantar de manhã, no qual podemos ver uma série de bandidos com gravatas finas, terminando uma refeição enquanto têm uma discussão supérflua sobre o significado da música “Like a Virgin” de Madonna. O diretor se aproveita deste tipo de cena até hoje em seus filmes, pois é por meio dela que vai sendo criado um certo clima psicológico para um clímax posterior.

 


 

2 – O Kahuna Burger –  Pulp Fiction

 

Tarantino inventou o Big Kahuna fast food junto com o Reservoir Dogs, quando um copo no cenário da cadeia aparece lá ao fundo. Em Pulp Fiction, isso começa como um instrumento de tortura e intimidador, indicando o poder de Jules (Samuel L- Jackson), homem completamente dominante através de um diálogo meio non sense e uma grande e um ato violento.


 

3 – O Sanduiche – Kill Bill Vol.2

 

 

Beatrix (Uma Thurman) finalmente rastreia Bill (David Carradine) e enquanto espectador e vilão esperam que ela chegue na mansão dele é por meio de uma história contada à filha de ambos que ele vai preparando um sanduíche. O detalhe assombroso que causa temor a quem assiste é o tamanho da faca usada por ele. Do mesmo jeito que acontece com grande parte da comida que Tarantino usa em seus filmes, o ato da preparação para comer deixa a cena com um ar de preambulo para a ação que chega em seguida. E de vez em quando até a comida vira cenário para a treta começar.


 

4 – O Strudel, de Bastardos Inglórios

 

 

Shoshanna (Melanie Laurent) fica frente a frente com o Coronel Hans Landa (Christoph Waltz) após anos remoendo o que aconteceu em sua infância e isso acontece durante a refeição de um strudel de maçã que ambos comem calmamente enquanto conversam sobre amenidades. Logo vem o café expresso para ele e há a expectativa de que ele perceba quem é sua interlocutora. O medo vai tomando conta dela e nosso na medida em que o coronel pede um copo de leite para Shoshanna. O medo e nojo da moça dominam a cena, que circula pela doceria para se transformar num símbolo de poder horripilante.


 

5 – O bolo branco, em Django Unchained

 

 

Calvin Candie (Leonardo DiCaprio), com seus dentes encavalados e sujos, está sempre tentando entregar algum doce, durante todo o filme (inclusive, o comportamento foi retirado de hábitos reais de DiCaprio). Um momento crucial na história é a cena de 23 minutos do jantar, com o ápice aparecendo durante o bolo branco servido como sobremesa. Há um momento hilário, para só depois se tornar uma ação violenta. Como sempre, a própria iguaria também fará parte da carnificina.


 

6 – O Guisado de Frango de Os Oito Odiados

 

 

Muito frio, tensão e desconfiança entre os cativos da estalagem no meio do nada durante uma nevasca. E não melhor do que uma gororoba bem pesada para esquentar os corações, mentes e corpos da galera. É essa a desculpa para criar um momento de expectativa e terror psicológico na cabeça dos personagens do filme a no espectador que o assiste. O aspecto não é dos melhores esteticamente falando, mas imagine você estando no meio daquela frica toda se não ia adorar um cozido daqueles. Claro que ao final de tudo haverá muito sangue para regar nossos olhos, mas o que vale é que estaremos satisfeitos pelo peso da iguaria. Encontrei até uma receita (mais light) do tal sopão na internet. Veja abaixo a adaptação menos ogra.

 


 

Guisado de Frango 

 

Ingredientes:

 

1 bandeja de sobrecoxas de frango

1 colher (sopa) de vinagre de vinho branco

1/2 cebola picada

2 dentes de alho picados

1 lata de tomate italiano sem pele

1 colher (sopa) de azeite

1 xícara (chá) de vinho branco

1 xícara (chá) de água

tomilho fresco a gosto

manjericão

 


 

Modo de Preparo:

 

Lave bem os pedaços de frango sob água corrente. Transfira-os para um escorredor. Numa tigela, junte o frango e o vinagre e deixe marinar. Reserve.

No liquidificador, triture o tomate italiano sem pele com o suco da lata.Leve uma panela média com o azeite ao fogo baixo. Quando esquentar, acrescente a cebola picada e o alho-poró em fatias. Tempere com uma pitada de sal e refogue por 4 minutos. Junte o alho e refogue por mais 2 minutos.

Aumente o fogo e coloque os pedaços de frango. Quando começarem a dourar, regue com o vinho branco e deixe cozinhar em fogo alto por 5 minutos até que 2/3 do líquido tenham evaporado.

Acrescente o tomate triturado e misture bem. Adicione a água, o manjericão e o tomilho. Quando ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 25 minutos com a tampa entreaberta. Sirva com o macarrão da sua preferência.

 

Receita da Chef Rita Lobo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s