Saiu sem alarde, mas trazemos aqui: o novo disco do Alvvays

Resultado de imagem para alvvays

 

Já faz mais de um mês que saiu e ficou meio na miúda nos noticiários indie por aí. Dia 08 de Setembro foi lançado o segundo álbum da banda canadense Alvvays, intitulado “Antisocialites”, para reafirmar a carreira que começou tão bem com o disco homônimo de 2014.

A voz suave de Molly Rankin continua lá, as melodias fáceis e bem próximas do dream pop de Beach House em alguns momentos e mais ligadas ao shoe gaze em outras também.

Há ainda a cozinha perfeita de Brian Murphy (baixo) e Sheridan Riley funcionando para uma guitarra macia e constante de Alec O’Hanley e o ambiente sereno do teclado e dos sintetizadores de Kerri MacLellan.

Tudo para perfazer um som que permanece gostoso, prazeroso mesmo de se ouvir.

O trabalho foi produzido por John Congleton com auxílio do guitarrista Alec O’Hanley no estúdio Kingsize Soundiabes em Los Angeles e a bagaça sai pelo Selo Polyvinyl nos EUA e Royal Mountain no Canadá.

“Antisocialites” possui 10 faixas que passam rapidinho com um tempo total aproximado de 32 minutos.

Veja abaixo, o vídeo de Dream Tonite, primeiro single do disco:

 

 


 

Alvvays – Antisocialites

 

Resultado de imagem para alvvays antisocialites

 

1 – In Undertow

2 – Dreams Tonite

3 – Plimsoll Punks

4 – Your Type

5 – Not My Baby

6 – Hey

7 – Lollipop (Ode to Jim)

8 – Already Gone

9 – Saved by a Waif

10 – Forget About Life

 


 

 

Anúncios

E a sexta-feira 13 foi de sorte para o indie mundial

Resultado de imagem para st vincent kurt vile courtney barnettResultado de imagem para st vincent kurt vile courtney barnett

 

Eis que toda aquela superstição envolvendo o número 13 na última sexta-feira, meio de feriado, não valeu de nada para quem é o do mundinho indie já que dois lançamentos ocorridos naquela data só podiam trazer sorte: “Lotta Sea Lice” de Kurt Vile e Courtney Barnett e “MASSEDUCTION” da St. Vincent.

O primeiro dos dois álbuns foi muito bem recebido pelo fato de ser a união de uma das maiores revelações da música indie recente, a australiana Courtney Barnett que nos brindou com o maravilhoso disco “Sometimes I Sit and Think and Sometimes I Just Sit” de dois anos atrás que abocanhou inúmeros prêmios de melhor trabalho naquele ano com o ex-integrante do The War on Drugs, Kurt Vile, que já vinha em ótima carreira solo há algum tempo.

O disco é uma seleção de músicas escritas pelos dois com bastante influência do Country Rock e do Folk americano com claras relações com artistas como Bob Dylan e outros ícones do ritmo.

Como ambos ainda tinham uma boa agenda de shows durante os últimos meses muitas das faixas foram gravadas com as partes de cada um sendo gravadas ora na Austrália ora nos EUA.

O processo todo pode ter como exemplo o próprio vídeo promocional de “Over Everything” que passa a ideia da brincadeira de um dublar a parcela da música que cabe ao outro, porém com cada um deles em sua país de origem.

O álbum tem nove faixas, sai pelo selo Matador e contará com uma turnê conjunta de divulgação dos dois artistas.

 

Over Everything

 

 


 

Courtney Barnett and Kurt Vile – Lotta Sea Lice 

 

Resultado de imagem para Lotta Sea Lice" de Kurt Vile e Courtney Barnett

 

1 – Over Everything

2 – Let It Go

3 – Fear Is Like a Forest

4 – Outta the Woodwork

5 – Continental Breakfast

6 – On Script

7 – Blue Cheese

8 – Peepin’ Tom

9 – Untogether

 


 

 

Quanto ao segundo disco mencionado, “MASSEDUCTION” de St Vincent, há muito o que falar também.

A análise já começa interessante a partir do próprio título da obra que tanto pode fazer menção à “educação de merda” (ass education) como também pode ser alusivo ao amor (em todos os sentidos).

Em live pela página de sua conta no Facebook a cantora chegou a indicar que “o único tema [do álbum é], literalmente, o amor” e enfatizou que o título é pronunciado “Mass Seduction” e não “Mass Education”.

Trocadilhos e figuras de linguagem mais amplas à parte o álbum tem participação de Kamasi Washington, Jenny Lewis e Doveman e conta com a produção de Sounwave, que apenas ganhou o Grammy em 2016 pelo trabalho com Kendrick Lamar. “MASSEDUCTION” sai pelo selo Loma Vista.

 

Veja abaixo um dos vídeos promocionais do novo trabalho de St. Vincent e a track list do álbum.

 

 


 

St. Vincent – MASSEDUCTION

 

Resultado de imagem para masseduction

 

01 – Hang on Me

02 – Pills

03 – MASSEDUCTION

04 – Sugarboy

05 – Los Angeles

06 – Happy Birthday, Johnny

07 – Savior

08 – New York

09 – Fear the Future

10 – Young Lover

11 – Dancing With A Ghost

12 – Slow Disco

13 – Smoking Section

 


 

Sextou para Liam: sai hoje o álbum solo do irmão mais novo da família Gallagher

Resultado de imagem para liam gallagher

 

As sextas-feiras do segundo semestre têm sido prazerosas para quem gosta de música.

A bola da vez de hoje é o novo álbum de Liam Gallagher, irmão mais novo de Noel, ex-integrante de um tal Oasis e dono de uma metralhadora giratória que sai de sua boca em cada entrevista que dá ou de cada tuíte que posta em sua rede social.

O nome do disco é “As You Were” e foi produzido por Greg Kurstin e Dan Grech-Marguerat, que se revesaram na arquitetura e engenharia das 12 faixas (na versão deluxe há três faixas-bônus), saindo mundialmente pela Warner.

Tendo sido amplamente divulgado e trabalhado como o primeiro disco solo da carreira do britânico, a nova empreitada dele já teve a saída muito boa de quatro faixas, “Wall of Glass”, “Chinatown”, “For What It’s Worth” e “Greedy Soul”. Mas o trabalho não tem destaque somente nessas canções, pois o rapaz leva se sai muito bem em músicas como na grande balada “Paper Crown” ou na quase melancólica “Bold”.

De resto, há erros e acertos como em qualquer álbum de alguém que já está na estrada faz algum tempo, mas o que importa é que desde já temos os dois irmãos trabalhando bem e com qualidade. Perdemos um Oasis, mas ganhamos duas carreiras solos de respeito. E tem uma observação sensacional a respeito de Liam: sua voz está incrivelmente boa.

Curiosamente, o primeiro trabalho solitário de Liam (antes fez alguns anos de estágio com a banda Beady Eye) sai exatamente nove anos após o último disco do Oasis, “Dig Out Your Soul”.

Abaixo, veja a track list e alguns vídeos já lançados de “As You Were”:

 


 

Liam Gallagher – As You Were

 

Resultado de imagem para liam gallagher as you were

 

1 – Wall of Glass

2 – Bold

3 – Greedy Soul

4 – paper Crown

5 – For What It’s Worth

6 – When I’m in Need

7 – You Better Run

8 –  I get By

9 – Chinatown

10 – Comeback To Me

11 – Universal Gleam

12 – I’ve All I Need

Versão Deluxe (faixas bônus)

13 – Doesn’t Have to Be That Way

14 – All My People / All Mankind

15 – I Never Wanna Be Like You

 


 

Greedy Soul

 

 


 

Wall of Glass

 


 

For What It’s Worth

 


 

E o Wolf Alice finalmente chegou no segundo álbum

Resultado de imagem para wolf alice visions of a life

 

Foi sexta-feira a data especial para os britânicos do Wolf Alice.

No dia 29 de setembro chegou às lojas e plataformas de streaming (ou quaisquer outras formas de escutar um disco) o sucessor de “My Love Is Cool”, discão de 2015 que mostrou ao mundo indie a beleza de Ellie Rowsell para quem quisesse ver e ouvir.

“Visions of a Life” tem 12 faixas inéditas e alguns singles já consagrados nas college radios da Europa e EUA como “Beautifully Unconventional”, “Heavenward” e “Yuk Foo”.

Veja abaixo vídeos de algumas músicas do novo álbum e se delicie com a voz da moça.

 

Mais abaixo ainda confira o tracklist completo do lançamento.

 


 

Heavenward

 

 


 

Beautifully Unconventional

 

 


 

Yuk Foo

 

 


 

Wolf Alice – Visions of a Life

 

Resultado de imagem para wolf alice visions of a life

 

1 – Heavenward

2 – Yuk Foo

3 – Beautifyully Unconventional

4 – Don’t Delete the Kisses

5 – Planet Hunter

6 – Sky Musings

7 – Formidable Cool

8 – Space & Time

9 – Sadboy

10 – St. Purple & Green

11 – After the Zero Hour

12 – Visions of a Life

 


 

A fome com a vontade comer: Novo de Foo Fighters e a certeza de vê-los juntos com o QOTSA

Imagem relacionada

 

Sai hoje para o mundo através das plataformas de streaming e por meio físico também o novo disco do Foo Fighters “Concrete and Gold”.

A bolacha produzida por Greg Kurstin que foi gravada nos últimos 12 meses tem onze novas canções e participações que vão de nomes como Alison Mosshart e Paul Mcartney até outras menos ortodoxas como Justin Timberlake.

Apesar da megalomania de Dave Grohl que inicialmente queria a gravação toda ao vivo do álbum em frente a um público de 20 mil pessoas o produto final foi realizado da maneira tradicional usando estúdios mesmo.

Com esse lançamento também tem pontapé inicial a turnê internacional da banda que terá passagem pelo Brasil em fevereiro do ano que vem e contará com cinco apresentações, a saber, em São Paulo e Rio de Janeiro (2 vezes em cada uma, a princípio) e Porto Alegre.

O ponto alto desta perna do tour sulamericano é que terá o reforço mais do que bem vindo do Queens Of The Stone Age de Josh Homme (que tem o novo “Villains” também) fazendo uma dobradinha respeitável tanto quanto esperada.

As datas ainda não foram confirmadas, mas aparentemente em Sampa os shows acontecerão no Estádio do Morumbi. O período de fevereiro também foi previamente pensado para não trombar com eventos como o Lollapalooza Brasil 2017 que acontecerá em Março.

 

 


 

 

Foo Fighters – Concrete and Gold

 

Resultado de imagem para concrete and gold

 

1 – T-Shirt

2 – Run

3 – Make It Right

4 – The Sky is a Neighborhood

5 – La Dee Da

6 – Dirty Water

7 – Arrows

8 – Happy Ever After (Zero Hour)

9 – Sunday Rain

10 – The Line

11 – Concrete and Gold

 


 

 

The Sky is a Neighborhood

 

 


 

Mais lançamentos: curta o novo álbum do The National

Resultado de imagem para the national

 

Já está disponível desde sexta-feira (08/09) para todo mundo via streaming ou para venda física o novo disco do The National. “Sleep Well Beast” é o sétimo trabalho cheio de estúdio da banda originária de Ohio, mas que atualmente tem sede em Nova York.

Tendo tido um hiato de 4 anos desde “Trouble Wil Find Me” e de inúmeros períodos de show ao redor do globo, Matt Berninger e sua trupe estão de volta com 12 canções que promovem uma pegada parecida com a do disco de 2013.

O álbum sai pelo selo 4AD e conta com produção de  Aaron Dessner, Bryce Dessner e do próprio vocalista do grupo que já se prepara para uma grande turnê mundial.

Com os vídeos de “Day I Die”, “Carin at the Liquor Store” e “The System Only Dreams in Total Darkness” (todos dirigidos por Casey Reas) já promovendo o álbum, a banda já viaja para Paris onde fará participação no “Pitchfork Festival Paris” dia 16 de setembro.

Veja abaixo os vídeos citados acima e a tracklist completa de “Sleep Well Beast”:

 

Day I Die

 

 


 

 

Carin at the Liquor Store

 

 


 

 

The System Only Dreams in Total Darkness

 

 


 

 

The National – Sleep Well Beast

Resultado de imagem para sleep well beast

 

1 – Nobody Else Will Be There

2 – Day I Die

3 – Walk It Back

4 – The System Only Dreams in Only Total Darkness

5 – Born to Beg

6 – Turtleneck

7 – Empire Line

8 – I’ll Still Destroy You

9 – Guilty Party

10 – Carin At The Liquor Store

11 – Dark Side Of The Gym

12 – Sleep Well Beast

 


 

“American Dream” está entre nós: que discão da porra, Mr Murphy!

Resultado de imagem para lcd soundsystem

 

Esta sexta-feira é o marco inicial do novo disco do LCD Soundsystem “American Dream”, ou melhor, de sua ressurreição após James Murphy ter feito até festa de despedida no começo da década.

 

Gestado desde o final do ano passado, o álbum é a volta definitiva do grupo em alta potência e com um mergulho aos sons dos anos 70,80 e 90. Toda essa qualidade técnica e a alegria contagiante do disco surgem revigorados mesmo depois de tanto tempo sem gravar. E isso é um dos pontos positivos (dentre os muitos) da nova atividade.

O álbum sai pelo selo moribundo DFA Records tendo sido projetado e produzido pelo próprio mentor da banda no estúdio que ajudou a moldar o rock/pop/indie dos anos 2000 e que agora acabou de ser vendido após anos de serviços prestados à música mundial com lançamentos de discos de Strokes, Rapture e Hot Chip, por exemplo.

O trabalho tem variações de gênero entre o ambiente house (“Oh Baby”, “Black Screen”, “American Dream”), eletrônicos mais acelerados (“Tonite” com pitada setentista), uns rockão da porra (“Emotional Haircut”, “I Used To”, “Other Voices”) e outros pops deliciosos (“Call The Police”, “How Do You Sleep”, “Change Yr Mind”).

Com 10 faixas inéditas a obrigação de “American Dream” é dar à banda de James Murphy trabalho ininterrupto por muitos meses, com shows em festivais ao redor do mundo, inclusive passando por aqui em Fevereiro para atuar no Lollapalooza Brasil 2018.

Haja ansiedade pelo ano que vem!!!

 

Veja o tracklist completo de “American Dream” e ouça depois algumas das faixas do novo trabalho do LCD

 


 

 

LCD Soundsystem – American Dream

 

Resultado de imagem para american dream lcd soundsystem

 

1 – Oh Baby

2 – Other Voices

3 – I Used To

4 – Change Yr Mind

5 – How Do You Sleep

6 – Tonite

7 – Call The Police

8 – American Dream

9 – Emotional Haircut

10 – Black Screen

 


 

 

Tonite

 

 


 

 

Call The Police 

 

 


 

 

Emotional Haircut