Tyler The Creator chega longe com Igor

Imagem relacionada

 

Rapper que iniciou carreira com estilo mais verborrágico, Tyler The Creator já vinha tentando se descolar do rótulo de ser apenas mais um músico agressivo do gueto desde “Flower Boy” (2017), mas é com este “Igor”, lançado dia 17 passado, que promove uma viagem rica ao mundo do funk, do soul e até mesmo da psicodelia sonora.

Com participações especiais que vão de Pharrell Williams na melódica “Are We Still Friends?” com direito a sample de Al Green, passam por Kanye West em “Puppet”, Lil Uzi Vert em “Igor’s theme”, Solange em “I think” e terminam com Santigold e ASAP Rocky em “New magic wand”, soam apenas como “brodagem” entre a turma  do Rap para com o colega do que mesmo uma atividade que mude de fato a qualidade do disco.

O que importa mesmo em “Igor” é a transição que Tyler aprendeu a fazer entre o R&B e Gangsta Rap, a estilística utilização do piano em determinados momentos para explodir logo em seguida com bases de Trip Hop ou até na maneira como adéqua sua boa voz com a batida de baixo que vem e volta em boa parte deste novo trabalho.

São inúmeras as vezes em que você se pega surpreendido pela audácia musical do rapaz atravessando ritmos e sonoridades que não se encaixariam se não fosse pela habilidade de Tyler em proporcionar esses encontros.

Artista que tem estado na boca (e nos ouvidos) de gente tão diversa quanto Billie Eilish e Brunks (ou Bruna) aqui no Brasil, Tyler The Creator acaba por ser um mais um passo no caminho que o Rap tomou no mainstream mundial de qualidade e alcance criativo.

Aproveitável desde o tema de abertura, “Igor’s Theme” passando por “Earfquake” e indicando “Running Out of Time” e “A Boy Is A Gun” como duas das melhores coisas dos 39 minutos de audição do álbum, este novo trabalho que foi produzido por ele próprio e lançado pela Columbia ainda possui fôlego suficiente com a bela e sensível “Puppet” e poder incômodo com “I Don’t Love You Anymore”.

Além daquelas já citadas canções com as participações especiais, “Igor” tem um identidade firme e influências certeiras como a Motown, na soul music  americana e na música gospel pela sua instrumentação grandiosa, mas também sabe usar a força de gente atual como o parceiro Kendrick Lamar como fonte de inspiração.

Um disco que sabe o que quer de um artista que encontrou o que deseja dentro da música e na maneira de mostrá-la ao mundo. Sinceramente, estamos diante de uma das melhores obras do ano.

 


 

 


 

Igor – Tyler The Creator

 

Resultado de imagem para tyler the creator igor

 

1 – Igor’s Theme

2 – Earfquake

3 – I Think

4 – Exactly What You Run From You End Up Chasing

5 – Running Out Of Time

6 – New Magic Wand

7 – A Boy Is A Gun

8 – Puppet

9 – What’s Good

10 – Gone, Gone, / Thank You

11 – I Don’t Love You Anymore

12 – Are We Still Friends?

 


 

 

 

Anúncios

E o EP novo do Interpol hein

Resultado de imagem para interpol a fine mess

 

Não faz nem um ano que foi lançado Marauder, disco bem bom do Interpol que figurou na nossa lista de melhores de 2018 e a banda liderada por Paul Banks já está com trabalho novo na praça.

Na verdade, “A Fine Mess” é um compêndio de cinco faixas que já estão sendo tocadas nos shows da turnê atual do grupo novaiorquino.

O trabalho foi todo gravado na cidade dos caras e produzido por Dave Fridman, o mesmo de Marauder.

Abaixo você consegue visualizar a capa do EP e ouvir algumas das faixas na íntegra:

 

A Fine Mess – Interpol

 

Resultado de imagem para interpol a fine mess

 

1 – Fine Mess

2 – No Big Deal

3 – Real Life

 4 – The Weekend

5 – Thrones

 


 

 


 

 


 

Saiu e ninguém falou? Of Monsters and Men lançam novo single após quatro anos

Resultado de imagem para of monsters and men novo single

Saiu semana passada, mas ainda não foi muito divulgado por aí: o Of Monsters and Men, após quatro anos sem lançar nada novo, mandou às redes um novo single chamado “Alligator”.

A canção tem produção de Rich Costey (Muse, Rage Against the Machine) e serve de alavanca para o lançamento do próximo álbum, que ainda não possui data para sair.

A própria vocalista do grupo islandês, Nanna Bryndis Hillmarsdóttir, declarou que a música tem a energia pelo fato de que todos na banda estão animados com essa volta aos estúdios e futuramente aos palcos.

Também foi falado por Nanna que está muito ansiosa para compartilhar com os fãs novas músicas.

Com duas passagens pelo Brasil em que seus shows foram bastante elogiados e fizeram com que crescesse a base de pessoas interessadas em seu som o Of Monsters and Men só informará datas de turnê quando tiver mais próximo o lançamento deste terceiro álbum.

Veja abaixo o vídeo de Alligator:


The National chega com o novo álbum já nesta sexta-feira

Resultado de imagem para the national novo album

 

Dia 17 é a data oficial para a liberação via internet, streaming, por vinil e CD do disco “I Am Easy To Find”, novo trabalho do The National.

O oitavo álbum da banda nascida em Ohio pelas mãos de Matt Berninger ainda no final dos anos 1990 e que hoje conta com o suporte de Brice Dessner, Bryan Devendorf, Aaron Dessner, Scott Devendorf e Padma Newsome terá participações especiais em algumas faixas de artistas como Gail Ann Dorsey e Sharon Van Etten.

A produção do trabalho ficou a cargo de Mike Mills, também é responsável por um Curta-metragem de apresntação da banda estrelado pela atriz Alicia Vikander, e sai novamente pela Gravadora 4AD. Foram usados para a gravação de todas as músicas mais de 10 estúdios ao redor do mundo, incluindo locais como Alna Chapel em Hudson, NY, The Overlook em Berlim, na Alemanha e Sonic em Dublin, Irlanda.

A excursão de divulgação do novo disco começará em Junho e percorrerá todos os continentes. Brasil? Quem sabe!

 


 

I Am Easy To Find

 

Imagem relacionada

 

1 – You Had Your Soul With You

2 – Quiet Light

3 – Roman Holiday

4 – Oblivious

5 – The Pull of You

6 – Hey Rosey

7 – I Am Easy To Find

8 – Her Father in the Pool

9 – Where is Her Head

10 – Not in Kansas

 


 

I Am Easy To Find (Trailer)

 

 


 

HÆLOS volta com tudo… mas aos poucos

Resultado de imagem para hælos

 

A banda teve um hiato até certo ponto grande para os dias atuais, mas volta agora com LP que foi sendo solto por meio de canções no mundo digital e físico desde o começo do ano.

Em Janeiro foi a vez de Kyoto, single que teve lançamento em vídeo-clipe também e que mostrou que o grupo britânico de Londres ainda estava em boa forma mesmo sem aparecer com nada desde Full Circle (2016).

Depois ouvimos Boy / Girl semanas depois com o duo entre Arthur Delaney e a voz hipnótica de Lotti Benardout que fez lembrarmos o trip hop de Massive Attack do início dos anos 2000.

Posteriormente, já em Março, veio End of World Party confirmando que a banda estava se preparando para o disco completo que finalmente virá amanhã, 10, com lançamento mundial. É bom lembrar que ainda em 2018 tínhamos sentido uma pitada do sabor que agora se alonga em nossa boca, olhos e ouvidos com a deliciosa Buried in the Sand.

 

O nome do álbum será Any Random Kindness terá um total de 11 músicas e sai pela Infectious Music.

A turnê já está pronta e muita parceria pode sair daí. Quem sabe eles não aparecem por aqui em algum momento entre este e o próximo ano?

 


Any Random Kindness – HÆLOS

 

Resultado de imagem para any random kindness haelos

 

1 – Another Universe

2 – Buried in the Sand

3 – End of World Party

4 – Kyoto

5 – ARK

6 – Boy / Girl

7 – Deep State

8 – Empty Sky

9 – Happy Sad

10 – So Long, Good Bye

11 – Last On Out (Turn the Lights Off)

 


 


 

Última música com Dolores é lançada pelos Cranberries remanescentes

Resultado de imagem para cranberries novo album

 

Dolores O´Riordan morreu em 15 de Janeiro de 2018 aos 46 anos, mas sua voz ainda permanece na história de sua banda, The Cranberries, através de um trabalho póstumo que será lançado no próximo dia 26 de abril.

Com isso, os fãs ficarão felizes em saber que apesar da morte física a moça continuará sobrevivendo graças à sua arte e será menos doloroso lembrar das circunstâncias trágicas de seu passamento.

Através de uma curiosidade que achei meio mórbida (ou simplesmente triste) o projeto terá o nome de “In The End” e a faixa-título foi mostrada ontem pelos membros remanescentes da banda e o tom meio sombrio é dissipado pela capa do disco que mostra os integrantes com suas versões infantis.

Ao todo são 11 faixas inéditas e todas possuem participação da cantora falecida. Tudo isso só ocorre porque antes de sua repentina morte a artista já havia estado em estúdio com os colegas de grupo para a gravação das demos. Obviamente que há uma participação forte da produção para que a qualidade de sua voz tenha força no disco, mas é confortante saber que ainda teremos contato com sua arte.

Mas é importante ressaltar que o trabalho da banda por trás do processo vocal de Dolores será necessário para que o álbum não seja apenas um caça-níquel.

Veja abaixo o vídeo com a nova música da banda escocesa:

 

 


Resultado de imagem para cranberries novo album

 

01. All Over Now
02. Lost
03. Wake Me When It’s Over
04. A Place I Know
05. Catch Me If You Can
06. Got It
07. Illusion
08. Crazy Heart
09. Summer Song
10. The Pressure
11. In The End

 


 

LSD: o projeto viciante de Sia lança álbum

Resultado de imagem para sia lsd

 

O lançamento foi sexta-feira, mas desde o período todo de 2018 já havia uma série de vídeos promocionais que nos motivavam a saber do projeto.

Sia, Diplo e Labrinth se juntaram e aproveitaram as iniciais de seus nomes artísticos para inventar o LSD, projeto de música que não só emula os ritmos de suas carreiras convencionais, mas também investe em r&b, trance e outros que tais.

Eram conhecidos quatro singles (Mountains, Genius, Thunderclouds e Audio) e estes agora foram acompanhados de mais seis músicas.

Não se sabe ainda se haverá turnê conjunta dos três por conta da agenda cheia que todos possuem em suas próprias carreiras, mas pela qualidade das canções lançadas neste “Labrinth, Sia & Diplo presents… LSD” bem que podiam pensar em algo do tipo.

Muito além do que ser apenas extravagante o álbum colhe de seus artistas participantes o caldo bom do que eles produzem de qualidade e transforma isso tudo num momento de pura experiência sensorial na qual os sons são guiados pela vivacidade, qualidade vocal e das peripécias eletrônicas para que o ouvinte seja presenteado com algo realmente relevante.

Um disco que poderá figurar entre os melhores do ano ao final dele se nada muito empolgante acontecer até lá.

Ouça abaixo a faixa Thunderclouds com a participação no clipe da dançarina Maddie Ziggler (quase uma quarta integrante não oficial do projeto já que aparece em todos os vídeos):

 


“Labrinth, Sia & Diplo presents… LSD”

 

Resultado de imagem para sia lsd

 

1 – Welcome to the Wonderful World

2 – Angel in your Eyes

3 – Genius

4 – Audio

5 – Thunderclouds

6 – Mountains

7 – No New Friends

8 – Heaven Can Wait

9 – It’s Time

10 – Genius (Remix)