Pílulas do indie: Parquet Courts, Beach House e Death Grips

Parquet Courts – Wide Awake

 

Resultado de imagem para parquet courts wide awake

 

Este é o sexto álbum de uma banda que não tem nem dez anos de existência. Parquet Courts é um dos grupos mais proficientes da cena indie atual e com criatividade suficiente para viver por bastante tempo ainda por causa de sua essência punk e anarquia musical. Além disso, os shows dessa turma de Nova York são simplesmente maravilhosos. Vale muito e faixas como “Total Football”, “Mardi Gras Beads”, “Wide Awake” e “NYC Observation” vão te dar essa certeza.

 

 


 

Beach House – 7

 

Resultado de imagem para beach house novo disco 7 imagens

 

Tá certo, o álbum saiu na semana anterior, mas não houve tempo de fazer nenhum comentário a respeito. O sétimo trabalho de estúdio do duo formado por Victoria Legrand e Alex Scally não poderia nos decepcionar e realmente cumpriu bem o papel. Com boas canções que usam bem a voz francesa de sua vocalista quanto as peripécias instrumentais e experimentais para nos fazer viajar em sua ambientação extremamente eficaz o disco cumpre bem o que promete. Destaque para “Dark Spring” “Lemon Glow”, “Black Car” e “Woo”.

 

 


 

Death Grips

 

Imagem relacionada

 

O grupo formado por MC Ride, Zach Hill e Andy Morin estreia novo álbum em breve que se chamará “Year of the Snitch”, mas já vem jogando para os fãs músicas como “Black Paint” e “Streaky”. Ontem foi a vez da nova “Flies”. Escute e veja se não faz sentido esperar coisa boa quando o sétimo disco do projeto sair.

 

 


 

 

A volta dos que não foram: Death Grips lança hoje o novo álbum

 

O grupo de Hip Hop Experimental Death Grips lança nesta sexta-feira (06) seu novo álbum “Bottomless Pit”.

O disco chega depois de um hiato da banda que envolveu até mesmo a separação (ou a forja dela) ao final de 2014.

Pois eis que a mistura realizada por MC Ride, Zach Hill e Andy Morin desde 2010 quando formaram o Death Grips em Sacramento, California, retorna agora envolvendo também o punk rock e o noise num mix doido com batidas eletrônicas, fazendo ainda mais estardalhaço do que anos quatro trabalhos anteriores.

Até mesmo a inserção em algum gênero específico tem sido complicado para quem analisa os caras, já que a quantidade de experimentações e de mudanças no ambiente musical deles está mais intensificado.

Deste modo, a liberação das canções para os serviços de streaming se torna um processo intenso e diferente para quem souber dar chance aos rapazes.

Além disso, o grupo tem aproveitado para lançar seus singles através de bons canais do dial mundial como o programa do Zane Lowe na Beats 1 Radio no qual tocou a ótima “Eh”.

Por outro lado, outros métodos foram aproveitados para outros singles chegarem aos ouvintes. A canção “Trash” pode ser ouvida através da discagem para um número de telefone. Para quem está nos Estados Unidos, basta ligar para o número 1-844-278-7255 e pressionar a tecla “1”. Outras opções como deixar uma mensagem ou ouvir uma rádio que acaba tocando o hino nacional da América também estão disponíveis.

Pois é, o Death Grips quer causar e parece que consegue fazer isso sem realizar muito esforço além de sua própria música.

 

 

 


 

Bottomless Pit – Death Grips

Giving Bad People Good Ideas

Hot Head

Sipkes

Warping

Eh

Bubbles Buried in THis Jungle

Trash

Houdini

BB Poison

Three Bedrooms in a Good Neighborhood

Ring a Bell

80808

Bottomless Pit