O Line Up que você respeita: tudo sobre o Popload Festival 2017

Resultado de imagem para popload festival 2017

 

Sim, há o Lollapalooza Brasil que se firmou e já é considerado uma das maiores atrações que acontece aqui em São Paulo.

Há o Rock in Rio que mesmo entre altos e baixos sempre entrega boas apresentações e muito do mais do mesmo do Mainstream (até porque é isso que o seu consumidor pede).

Existem muitos e muitos outros exemplos ao redor do país como o Bananada Festival de Goiania, o João Rock de Ribeirão Preto e o Abril Pro Rock de Recife que representam muito bem a música alternativa (ou parte dela).

Outros festivais mais recentes como o Maximus (que entrega um presente para os metalheads), as versões nacionais do Tomorrowland (SP) e do Ultra Music (RJ) para abençoar os fãs ávidos por música eletrônica, além do novíssimo São Paulo Trip que trará alguns dinossauros do rock para Sampa, vêm sendo considerados como interessantes, bem programados e otimamente produzidos.

Mas minha predileção ao Popload Festival acontece desde os períodos em que ele ainda era menor (aconteceu no antigo HSBC Brasil, também conhecido como Tom Brasil, em 2013), passou para a Audio Club em 2014 e 2015, foi para o estranho e interessante Urban Stage em 2016 e finalmente chegou a esta versão Memorial da América Latina neste ano.

O Line Up sempre foi um show à parte com a primeira edição tendo The xx, The Lumineers, Tame Impala, Cat Power e Pond em 2014, os sensacionais Iggy Pop, Belle and Sebastian e Spoon no terceiro ano e a varrida absurda de Wilco e The Libertines ano passado.

 

Banner promocional da edição de 2015

Resultado de imagem para popload festival 2015

Para este ano a expectativa era grande e os rumores sempre apontaram para a escalação de Phoenix, mas a coisa ficou melhor com a inclusão da maravilhosa P.J. Harvey e da doce voz de Elena Tonra com seu Daughter. Além disso, ainda teremos Carne Doce e Neon Indian de lambuja para você conhecer, vibrar e se empolgar bastante.

O interessante é que em contato com a produção do festival ficamos sabendo que ainda pode ver a confirmação de mais gente. Segura essa Brasiiiiiiiil!!!

Agora é aguardar, pois os shows prometem já que Phoenix estão para lançar disco novo nas próximas duas semanas, Polly Jean e Daughter lançaram deliciosos novos álbuns ano passado que, inclusive figuraram entre os melhores na nossa página, e o chillwave do Neon Indian fez sua última incursão nos estúdios em 2015.

Já o Carne Doce está ao lado de bandas como Boogarins, Far From Alaska e O Terno como uma das gratas surpresas nos últimos anos no meio alternativo musical brasileiro.

Portanto, para quem não conhece muito a escalação deste ano é melhor já ir se adiantando e fazer pesquisas rápidas pelos serviços de streaming, no Youtube ou no próprio Google para não perder a oportunidade única de assistir a artistas que estão em seu auge na carreira.

Dessa forma, o que mais diferencia o Popload Festival de outras atrações mostradas no início deste texto é que o frescor de novas bandas e sua urgência se misturam à relevância dos nomes já consagrados, mas que não estão por aí apenas para fazer número (e dinheiro). Quando você vê grupos vindo ao país pela milionésima vez para fazerem o mesmo show (nada contra, pois eu mesmo vou nessas apresentações) é um alívio perceber que há alguém preocupado em mostrar gente proativa e profícua acontecendo por aí.

 

Além disso, a produção do festival procura priorizar a experiência do fã em assistir a ótimos shows e, por isso, capricha no som, no palco e na venda de comes e bebes. Os banheiros também têm sido elogiados nas edições anteriores. Vamos ver neste ano com a mudança de local. Sempre é complicado quando se investe nos tais banheiros químicos. Não sei se será o caso no Memorial da América Latina no próximo dia 15 de novembro.

 

Algumas pessoas também reclamaram da data, pois se trata de um feriado no meio da semana e isso atrapalha principalmente aqueles que moram fora de São Paulo, mas nem tudo é perfeito. Talvez isso tenha a ver com as datas conseguidas pela produção do evento.

Com relação ao serviço do evento a pré-venda de ingressos começou ontem (06) para clientes do cartão virtual Nubank e no dia 09 de Junho será aberta a venda geral, com compras acontecendo inicialmente apenas pelo site TicketLoad, com preços que vão de R$ 160 a R$ 500. A produção promete anunciar nos próximos dias locais físicos para a compra. Mais informações pelo site poploadfestival.com ou pela página do festival no Facebook. Normalmente, as perguntas são respondidas rapidamente.

 

Banner promocional da edição deste ano

Resultado de imagem para popload festival 2017