50 Melhores singles de 2017

 

Resultado de imagem para vitrola

 

Se foi um ano com muitos bons lançamentos de álbuns (nossa lista com os 20 mais de 2017 sai na semana que vem) então podemos acrescentar que os singles também foram ótimos.

Num feito inédito para o blog abaixo teremos uma relação com os 50 melhores singles em nossa opinião que passaram pelo mundo nos últimos 12 meses.

Pelo fato de haver tantas canções a mescla entre o rock mainstream, o rock indie, o pop e o hip hop acabou por ficar bem evidente e é normal que haja discordância entre um ou outro single aqui mencionado.

Portanto, quem aí tiver alguma relação totalmente diversa da nossa é favor postar logo em seguida ao texto que não está nem em ordem de predileção ou de suposta qualidade.

Sendo assim, para evitar mais polêmicas (que já teremos suficientes) o ranking está em ordem alfabética do nome da banda ou artista solo.

Então, fique com nosso top 50 de melhores singles de 2017:

 

Resultado de imagem para lordeResultado de imagem para future islandsResultado de imagem para slowdiveImagem relacionada

01 – Aimee Mann – Goose Snow Cone

02 – alt-J – In Cold Blood

03 – Alvvays – Dreams Tonite

04 – Arcade Fire – Put Your Money On Me

05 – Beck – Dear Life

06 – Belle and Sebastian – We Were Beautiful

07 – Cigarettes After Sex – Nothing’s Gonna Hurt You Baby

08 – Courtney Barnett and Kurt Vile – Over Everything

09 – Charli XCX – Boys

10 – Depeche Mode – Where’s the Revolution

11 – Ed Sheeran, Shape of You

12 – Father John Misty: Pure Comedy

13 – Foo Fighters – The Sky is a Neighborhood

14 – Future Islands – Ran

15 – Gorillaz feat. Popcaan – Saturnz Barz

16 – Grizzly Bear – Morning Sound

17 – Haim – Want You Back

18 – Ibeyi feat. Mala Rodriguez – Me Voy

19 – Jesse Jo Stark – April Flowers

20 – Kendrick Lamar feat. Rihanna – Loyalty

21 – Lana Del Rey – Love

22 – LCD Soundsystem – American Dream

23 – Liam Gallagher – For What It’s Worth

24 – Lorde – Perfect Places

25 – Mark Lanegan – Emperor

26 – Miley Cyrus – Malibu

27 – MGMT – Little Dark Age

28 – Noel Gallagher’s High Flying Birds – It’s a Beautiful World

29 – Phoenix – J-Boy

30 – Poliça – Agree

31 – Portugal, The Man – Feel It Sill

32 – Queens of the Stone Age – The Way You Used To Do

33 – Royal Blood – Lights Out

34 – Ride – All I Want

35 – Ryan Adams – Doomsday

36 – Slowdive – Sugar For The Pill

37 – Spoon – Hot Thoughts

38 – St. Vincent – Los Angeles

39 – Taylor Swift – Look What You Made Me Do

40 – Temples – Certainty

41 – The Drums – Blood Under My Belt

42 – The Flaming Lips – Oczy Mlody

43 – The National – The System Only Dreams in Total Darkness

44 – The War on Drugs – Pain

45 – The Weeknd feat. Daft Punk, I Feel It Coming

46 – The xx – I Dare You

47 – Tyler, The Creator – Who Dat Boy

48 – Wavves – Animal

49 – Waxahatchee – Never Been Wrong

50 – Wolf Alice – Beautiful Unconventional

 


 

Anúncios

O Line Up que você respeita: tudo sobre o Popload Festival 2017

Resultado de imagem para popload festival 2017

 

Sim, há o Lollapalooza Brasil que se firmou e já é considerado uma das maiores atrações que acontece aqui em São Paulo.

Há o Rock in Rio que mesmo entre altos e baixos sempre entrega boas apresentações e muito do mais do mesmo do Mainstream (até porque é isso que o seu consumidor pede).

Existem muitos e muitos outros exemplos ao redor do país como o Bananada Festival de Goiania, o João Rock de Ribeirão Preto e o Abril Pro Rock de Recife que representam muito bem a música alternativa (ou parte dela).

Outros festivais mais recentes como o Maximus (que entrega um presente para os metalheads), as versões nacionais do Tomorrowland (SP) e do Ultra Music (RJ) para abençoar os fãs ávidos por música eletrônica, além do novíssimo São Paulo Trip que trará alguns dinossauros do rock para Sampa, vêm sendo considerados como interessantes, bem programados e otimamente produzidos.

Mas minha predileção ao Popload Festival acontece desde os períodos em que ele ainda era menor (aconteceu no antigo HSBC Brasil, também conhecido como Tom Brasil, em 2013), passou para a Audio Club em 2014 e 2015, foi para o estranho e interessante Urban Stage em 2016 e finalmente chegou a esta versão Memorial da América Latina neste ano.

O Line Up sempre foi um show à parte com a primeira edição tendo The xx, The Lumineers, Tame Impala, Cat Power e Pond em 2014, os sensacionais Iggy Pop, Belle and Sebastian e Spoon no terceiro ano e a varrida absurda de Wilco e The Libertines ano passado.

 

Banner promocional da edição de 2015

Resultado de imagem para popload festival 2015

Para este ano a expectativa era grande e os rumores sempre apontaram para a escalação de Phoenix, mas a coisa ficou melhor com a inclusão da maravilhosa P.J. Harvey e da doce voz de Elena Tonra com seu Daughter. Além disso, ainda teremos Carne Doce e Neon Indian de lambuja para você conhecer, vibrar e se empolgar bastante.

O interessante é que em contato com a produção do festival ficamos sabendo que ainda pode ver a confirmação de mais gente. Segura essa Brasiiiiiiiil!!!

Agora é aguardar, pois os shows prometem já que Phoenix estão para lançar disco novo nas próximas duas semanas, Polly Jean e Daughter lançaram deliciosos novos álbuns ano passado que, inclusive figuraram entre os melhores na nossa página, e o chillwave do Neon Indian fez sua última incursão nos estúdios em 2015.

Já o Carne Doce está ao lado de bandas como Boogarins, Far From Alaska e O Terno como uma das gratas surpresas nos últimos anos no meio alternativo musical brasileiro.

Portanto, para quem não conhece muito a escalação deste ano é melhor já ir se adiantando e fazer pesquisas rápidas pelos serviços de streaming, no Youtube ou no próprio Google para não perder a oportunidade única de assistir a artistas que estão em seu auge na carreira.

Dessa forma, o que mais diferencia o Popload Festival de outras atrações mostradas no início deste texto é que o frescor de novas bandas e sua urgência se misturam à relevância dos nomes já consagrados, mas que não estão por aí apenas para fazer número (e dinheiro). Quando você vê grupos vindo ao país pela milionésima vez para fazerem o mesmo show (nada contra, pois eu mesmo vou nessas apresentações) é um alívio perceber que há alguém preocupado em mostrar gente proativa e profícua acontecendo por aí.

 

Além disso, a produção do festival procura priorizar a experiência do fã em assistir a ótimos shows e, por isso, capricha no som, no palco e na venda de comes e bebes. Os banheiros também têm sido elogiados nas edições anteriores. Vamos ver neste ano com a mudança de local. Sempre é complicado quando se investe nos tais banheiros químicos. Não sei se será o caso no Memorial da América Latina no próximo dia 15 de novembro.

 

Algumas pessoas também reclamaram da data, pois se trata de um feriado no meio da semana e isso atrapalha principalmente aqueles que moram fora de São Paulo, mas nem tudo é perfeito. Talvez isso tenha a ver com as datas conseguidas pela produção do evento.

Com relação ao serviço do evento a pré-venda de ingressos começou ontem (06) para clientes do cartão virtual Nubank e no dia 09 de Junho será aberta a venda geral, com compras acontecendo inicialmente apenas pelo site TicketLoad, com preços que vão de R$ 160 a R$ 500. A produção promete anunciar nos próximos dias locais físicos para a compra. Mais informações pelo site poploadfestival.com ou pela página do festival no Facebook. Normalmente, as perguntas são respondidas rapidamente.

 

Banner promocional da edição deste ano

Resultado de imagem para popload festival 2017

 


 

Lorde em uníssono no Lolla Chile

lorde_0275

O Lollapalooza Chile 2014 terminou ontem com as apresentações de Arcade Fire e Soundgarden, um após o outro, e com pretensões distintas.

Enquanto os veteranos de Seattle se baseavam nos hits dos anos 90 para tentar levantar um público meio cansado dos medalhões, os energéticos integrantes da banda canadense levantavam a maioria que vibrou mais com sua apresentação.

A banda levou as 80 mil pessoas presentes ao delírio com suas composições dos discos anteriores, mas se inspirou bastante no conteúdo de “Reflektor”, lançado ano passado, para desfilar várias canções novas.

Apresentação do Arcade Fire
arcade_fire_0642

Nesse sentido, o Lolla Chile 2014 traz uma tônica que (tomara) deve se repetir aqui também. Um contraste entre grupos consagrados que nada tem a mostrar de novo e a maior proficuidade criativa das bandas mais novas. Os casos de Vampire Weekend, Phoenix, Portugal. the Man, Jake Bugg, entre outros, são parecidos com o do Arcade Fire. Nesse sentido, não há uma atração que represente melhor isso que a menininha da Nova Zelândia.

Lorde conseguiu converter elogios da crítica em aprovação do público. A neozelandesa de 17 anos causou histeria e mostrou desenvoltura no palco. Ela abraçou a bandeira do Chile e fez suas danças sinistras em todo o show, até chegar ao estrondoso sucesso do hit “Royals”.

A imprensa chilena chegou a comparar a cantora a uma personagem de filme de Tim Burton, mas durante seu show se viu muito mais do que a sua esquisitice comportamental.

A menina se mostrou muito mais sorridente e desinibida que as letras ou a idade dela podem demonstrar. “Pedi dicas de algo para dizer para vocês no palco e alguém me falou para gritar: ‘Viva Chile, merda”, ela contou, aos risos.

Durante sua apresentação houve várias paradas para que ela conversasse com o público. Como, por exemplo, no momento em que falou a respeito da composição da “Ribs”. Ela tentou explicar que foi após uma festa organizada pela irmã na casa dos pais, escondida dos adultos.

Inúmeras foram as vezes em que o público presente ao palco alternativo cantou junto com Lorde. A concorrência no palco principal era da banda Pixies, algo que não se repetirá aqui. A simultaneidade se dará com a banda Phoenix.

A possibilidade de que tal comoção acontecerá também por aqui é grande já que a menina está vendendo bem seu “Pure Heroine” e já é um hit nas casas noturnas da capital paulista. Além dela e dos artistas já citados, são esperados com empolgação a cantora Ellie Goulding, Johnny Marr (guitarrista dos Smiths), Nine Inch Nails, Imagine Dragons, Cage the Elephant, New Order (que tocou música nova durante sua apresetnação), Savages e Muse. Dentre as atrações nacionais destacam-se Raimundos, Nação Zumbi, Vespas Mandarinas e Silva.

O Lolla Brasil 2014 acontece nos próximos dias 5 e 6 de abril no autódromo de Interlagos em São Paulo. Acesse o site do festival para ficar a par dos horários dos shows.

Lorde – Tennis Court

E os horários do Lolla 2014? Vai ser complicado hein!

LOL2014-Footer-BG-BR

O Popload confirmou em sua página, no dia de hoje, alguns dos horários do Lollapalooza Brasil 2014 e o que se percebe é que muitas escolhas deverão ser feitas e muito se perderá no meio do caminho para quem acompanhar o festival do início ao fim.

De cara, a organização fez o favor de colocar muitas das novidades do cenário musical mundial ao mesmo tempo, o que atrapalhará o público de assistir gente boa ou ter que correr para conseguir pegar um tantinho do show do outro artista.

Portanto, haverá dificuldade em assistir à Lorde e ao Phoenix, Arcade Fire ou New Order (!) e jake Bugg ou Soundgarden, por exemplo.

Lorde se apresenta às 18h30, Dia 05/04
untitled

Outra novidade é que a publicidade da cervejaria AMBEV (através da marca Skol) será bem evidente durante os dois dias do evento.

Veja abaixo o set list com os horários em destaque:

Dia 5 de abril – sábado

Palco Skol
Vespas Mandarinas (12h20 – 13h05)
Capital Cities (14h – 15)
Julian Casablancas (16h10 – 17h10)
Phoenix (18h35 – 19h50)
Muse (21h30 – 23h)

Palco Onix
Silva (12h10 – 13h55)
Cage The Elephant (15h05 – 16h05)
Imagine Dragons (17h15 – 18h30)
NIN (19h55 – 21h25)

Palco Interlagos
Red Oblivion [Berklee] (12h45 – 13h30)
Lucas Santana (14h – 15h)
Café Tacvba (15h30 – 16h30)
PTM (17h – 18h)
Lorde (18h30 – 19h30)
Nação Zumbi (20h – 21h)
Disclosure (21h30 – 23h)

Palco Perry
Elekfantz (12h45-13h45)
Digitaria (14h15 – 15h15)
Perry/Etty Vs Joachim Garraud (15h30 – 16h30)
Flume (16h45 – 17h45)
Flux Pavilion (18h – 19h15)
Wolfgang Gartner (19h45 – 21h)
Kid Cudi (21h30 – 22h30)

KIDZAPALOOZA
Souza Lima (13h30 – 14h30)
School of Rock (15h – 16h30)
Coisinha (17h – 18h)

Dia 6 de abril – domingo

Palco Skol
Francisca Valenzuela (11h50 – 12h35)
Raimundos (13h30 – 14h15)
Ellie Goulding (15h25 – 16h25)
Pixies (17h35 – 18h50)
Arcade Fire (20h30 – 22h)

Palco Onix
Illya Kuryaki & Valderramas (12h40 – 13h25)
Johnny Marr (14h20 – 15h20)
Vampire Weekend (16h30 – 17h30)
Soundgarden (18h55 – 20h25)

Palco Interlagos
Apanhador Só (12h15 – 13h)
Brothers of Brazil (13h30 – 14h15)
Selvagens à Procura de Lei (14h45 – 15h30)
Savages (16h – 17h)
AFI (17h30 – 18h30)
Jake Bugg (19h – 20h)
New Order (20h30 – 22h)

Palco Perry
Ftampa (12h30 – 13h15)
GABE (13h30 – 14h30)
Cone Crew (15h – 16h)
Baauer (16h15 – 17h15)
Krewella (17h30 – 18h30)
The Bloody Beetroots (19h – 20h15)
Axwell (20h45 – 22h)

KIDZAPALOOZA
Barbatuques – Workshop (14h – 15h)
Barbatuques – Show (16h – 17h)