E Umberto se foi!

Como todos já devem saber, morreu na última sexta-feira o escritor  e pensador Umberto Eco, vítima de um câncer. Maiores detalhes não foram revelados, mas se sabe que ele lutava contra um tipo maligno da doença havia algum tempo.

Mas antes de ir Umberto nos presenteou com uma obra publicada em 2015, o romance “Número Zero” e deixou finalizado um livro intitulado “Pape Satan Aleppe” que deve ser lançado nos próximos meses.

Pelo jeito, assim como David Bowie o fez, Eco sabia de sua brevidade na Terra e deixou tudo pronto para que seu passamento fosse o menos traumático para familiares e fãs, fazendo dessas últimas obras uma espécie de testamento do autor.

Não é muito complicado explicar o quanto este escritor italiano tem importância para a literatura mundial, mas citar clássicos da ficção como “O Nome da Rosa” (1980), “O Pêndulo de Foucault” (1988), “Baudolino” (2000), “Cemitério de Praga” (2010) é necessário para dar a dimensão de sua fluência na escrita e na forma como elabora suas histórias.

Também é imprescindível perceber que as teses e manuais por ele escritos são peças raras no meio acadêmico e que muito do estudo acerca da Estilística e da Semiótica se deve a ele. Obras como “Obra Aberta” (1962), “Como se faz uma Tese” (1977), “História da Beleza” (2004), “História da Feiura”(2007) são marcos não só para estudiosos dos temas abordados, mas serve tranquilamente para leigos e curiosos.

Dessa forma, a perda de uma voz como a de Eco é incalculável, pois se percebe que gente inquieta como ele é cada vez mais difícil de se encontrar nos dias atuais e ter coragem de dizer coisas como quando disse que “as redes sociais dão o direito de falar a uma legião de idiotas que antes só falavam em um bar depois de uma taça de vinho, sem prejudicar a humanidade” e “a internet é a invasão dos imbecis” não é para qualquer um.

Outros nomes do pensamento contemporâneo e das letras como Christopher Hitchens e Gore Vidal já foram antes, agora perdemos Eco. Logo só terá restado Chomsky no meio desse marasmo de ideias e reflexão do mundo globalizado.

Alguém se habilita a tentar lançar novas ideias no ar?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s